Educação

Avaliação de aprendizagem: como saber se seu filho está se desenvolvendo?

Maio 19, 2020
Avaliação de aprendizagem
Tempo de leitura 6 min

Você sabe como realizar a avaliação de aprendizagem do(a) seu(sua) filho(a)? Normalmente, os pais só atentam a essa necessidade quando o desempenho escolar cai e os filhos vão mal em alguma disciplina. Contudo, é importante acompanhar esse desenvolvimento desde cedo para garantir um bom rendimento na vida escolar.

A escola e os professores já têm métodos para acompanhar o desenvolvimento dos alunos, mas é fundamental que os pais também colaborem com essa responsabilidade. Assim, agindo em parceria, é mais fácil desenvolver ações que dão resultados.

Se você se interessou por esse assunto, continue lendo este conteúdo e veja como avaliar o aprendizado do(a) seu(sua) filho(a)!

Qual a importância de acompanhar o desenvolvimento do(a) seu(sua) filho(a)?

A escola e a família são instituições responsáveis pelos cuidados e educação dos jovens. Porém, os pais não podem esperar que os educadores se responsabilizem por toda a educação das crianças. As aulas e os professores são instrumentos de aprendizado e os pais são os gestores e auxiliares desse processo.

Avaliar o aprendizado significa analisar o ensino que o(a) seu(sua) filho(a) recebe e verificar o desenvolvimento que ele(a) teve em relação a isso. No entanto, essa investigação não deve se dar apenas analisando as notas do(a) estudante. Os pais também precisam avaliar as habilidades conquistadas, o desenvolvimento emocional e nível de amadurecimento da criança.

Além disso, essa avaliação também precisa ser estendida à gestão escolar e o modo como professores e funcionários se relacionam com os alunos. As crianças passam grande parte do dia nesse ambiente, e é importante que os profissionais envolvidos também estimulem o aprendizado.

O artigo “Os pais e aprendizagem dos filhos”, de Sam Redding, integrante da Academia Internacional da Unesco, mostra como uma boa relação entre pais e escola favorece o aprendizado das crianças. Quando os responsáveis participam ativamente da vida escolar dos filhos, a tendência é que o(a) aluno(a) se esforce mais por se sentir amado(a) e valorizado(a).

Assim, pais que procuram saber sobre a relação da criança com os professores estão mais dispostos a ajudar o(a) filho(a) a vencer desafios e dificuldades que podem aparecer na trajetória escolar. Essa ajuda mútua acaba facilitando todo o processo de aprendizado, pois professores e pais trabalham unidos em um mesmo objetivo.

Como fazer a avaliação de aprendizagem?

Para fazer uma avaliação de aprendizagem não é preciso que você seja especialista em todas as matérias que o(a) seu(sua) filho(a) estuda, mas é necessário estar por dentro do que está sendo ensinado em cada aula.

Além disso, verifique se está tudo certo com a visão, audição e compreensão do(a) seu(sua) filho(a). Por vezes, a reclamação acontece na escola, e a criança pode apresentar alguma necessidade, como uso de óculos ou até dislexia, o que pode atrasar o desenvolvimento escolar.

Portanto, com muita atenção e conversa, é possível identificar dificuldades e problemas. Veja algumas dicas para fazer essa avaliação.

Converse com seu(sua) filho(a)

O primeiro passo para fazer uma boa avaliação é conversar. Mesmo que as crianças mintam em alguns momentos, por medo de possíveis sanções, é dever dos pais criar laços por meio de conversas.

Os filhos precisam entender que, mesmo que eles tenham dificuldade em alguma matéria ou que não tenham tirado uma boa nota em uma avaliação, os pais têm que ser os primeiros a saber disso. Assim, os responsáveis poderão avaliar os possíveis motivos pelo desempenho insatisfatório.

Verifique os deveres escolares e se atente às dificuldades

Outra forma de acompanhar a avaliação de aprendizagem é conferindo se toda a lição de casa foi feita e entregue na data certa. Isso não significa que você deve fazer o exercício para o(a) filho(a) se ele(a) tiver dificuldade, mas é importante você saber caso exista.

É comum que os jovens fiquem com vergonha das dificuldades e não se abram para os pais e professores. Por isso, é importante que os responsáveis acompanhem a rotina da criança, o modo de falar, escrever e fazer trabalhos e lições.

Ao acompanhar de perto, você saberá quais matérias eles têm mais dificuldade, verificando, inclusive, a necessidade de conversar com os docentes ou até contratar um professor particular.

Participe das reuniões escolares

É difícil para os pais estarem presentes sempre na escola. Por outro lado, também é complicado que os professores elaborem feedbacks individuais do desenvolvimento de cada aluno(a). Assim, a melhor maneira de organizar esse encontro é quando os pais participam das reuniões escolares.

Nessa data específica, os educadores se preparam para explicar como a turma tem se desenvolvido, quais os desafios apresentados no período e quais as ideias para o semestre seguinte. Além disso, caso haja necessidade, os pais podem agendar conversas individuais com os professores para debater sobre um assunto específico.

Frequente feiras e eventos na escola

Como já dissemos, o desenvolvimento escolar não deve ser medido apenas com boas notas. Portanto, é importante avaliar a desenvoltura da criança durante eventos e feiras escolares. Às vezes, o(a) seu(sua) filho(a) é um excelente aluno(a) dentro da sala de aula, mas é extremamente tímido(a) ou fica nervoso(a) durante apresentações. Por isso, observá-los em outros ambientes também é fundamental para avaliar o desenvolvimento.

Observe a interação da criança com os amigos

Muitas crianças vão mal na escola, pois não se sentem parte daquele ambiente. Dessa forma, é importante que o(a) aluno(a) tenha amigos e se sinta bem entre eles. Caso não haja esse tipo de troca, é preciso investigar se ele(a) é alvo de bullying ou outro tipo de situação que possa impactar os seus resultados. Portanto, os pais devem observar a interação da criança com os amigos e verificar com os professores como o(a) filho(a) se sai entre amigos.

Podemos concluir que os pais devem participar ativamente da vida dos seus filhos, seja ao avaliar os métodos utilizados na escola, seja ao conferir se os alunos estão estudando e se dedicando conforme é preciso. Além disso, devem construir uma relação sólida com a escola, criando um canal de fácil acesso para utilizá-lo sempre que for preciso.

Gostou do nosso post sobre avaliação de aprendizagem? Que tal ler este conteúdo sobre educação integral e ficar ainda mais por dentro do papel da família na vida do estudante?

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário