Educação

Saiba como o esporte pode ensinar sobre competitividade para os filhos

maio 9, 2019
esporte para crianças
Tempo de leitura 6 min

Já é um consenso entre os estudiosos que o esporte vai muito além dos benefícios físicos para o corpo. É uma atividade que proporciona impactos positivos para o nosso emocional e que nos ensina muito sobre o outro e sobre nós mesmos. Diante dessas questões, não é difícil entender como o esporte para crianças propicia ganhos físicos e emocionais realmente impactantes.

Contudo, é interessante exemplificar melhor o assunto. A infância é um momento no qual as crianças estão aprendendo sobre tudo e estão formando suas personalidades. Muitas vezes algumas questões podem ser difíceis de assimilar apenas na teoria.

Nesse contexto, o esporte entra como uma “simulação” da vida. Para entender melhor essa relação, continue a leitura deste artigo! Você vai conferir a importância da prática esportiva na vida do seu(sua) filho(a), bem como algumas dicas para incentivá-lo(a) a começar. Boa leitura!

Qual a relação entre praticar esportes e aprender a vida na prática?

Em um jogo, assim como na vida, precisamos do outro. Afinal, vivemos em sociedade. Na prática do esporte, precisamos aprender a lidar com a maneira como cada pessoa da equipe joga (vive), com suas limitações e também com suas qualidades.

Ainda em jogo, a criança aprende o real sentido de colaboração. Isso pode ser transformador, por exemplo, para crianças mais isoladas ou que são filhos únicos. Eles passam a entender a importância de viver bem com todos para alcançar um objetivo.

“O esporte, enquanto atividade física organizada, é importante não apenas para o desenvolvimento físico e motor, mas também para o desenvolvimento social das crianças. A partir de suas regras e condições, as crianças conseguem compreender formas de relacionarem-se com os outros, trocando experiências, competindo e ajudando uns aos outros”, explica a psicóloga Juliana Spinelli Ferrari.

Além disso, vale ressaltar que a pesquisa IKS (The Infant and Kids Study), realizada pela Nestlé, em parceria com o Ibope, constatou que 45% das crianças entre 0 a 12 anos são sedentárias — um número preocupante, sobretudo se pensarmos na relação entre sedentarismo e o desenvolvimento de doenças.

Afinal, como o esporte para crianças pode ensinar sobre competitividade?

Vivemos em um mundo extremamente competitivo, e isso pode gerar impactos emocionais negativos para quem não consegue lidar com diversas situações geradas por conta da competição. O esporte é capaz de proporcionar às crianças uma forma saudável de compreender a competitividade.

No entanto, é necessário destacar que esse ponto de vista sobre a prática só pode ser conquistado quando a criança conta com um mentor, seja mãe, pai ou técnico, que apresente para ela essa forma de observar o jogo. Dito isso, vejamos os principais ensinamentos.

Vencer não é o mais importante

Ao praticar esportes, as crianças entendem que vencer não é o ponto mais importante. Claro que vencer é ótimo, mas o esporte ensina que o caminho percorrido, as pessoas que estão ao seu lado e os momentos vividos durante toda a trajetória devem ser o principal.

Esse ponto de vista é fundamental para uma criança, pois faz com que ela cresça mais consciente da questão da competitividade e se torne um adulto com maior inteligência emocional.

Aprender com os erros

Outro fator benéfico promovido pelo esporte é que as crianças podem aprender com os erros. Elas entendem como a prática leva ao aprimoramento de suas habilidades e que é necessário treinar e não desistir para conquistar seus objetivos.

Colaborar é melhor que competir

Esportes em grupo, como futebol, oferecem uma visão importante sobre colaboração. Afinal, todos de uma equipe precisam uns dos outros para vencer. Sendo assim, não há por que haver competição dentro de um time. Isso mostra às crianças que, em determinados casos, a colaboração é o melhor caminho para conquistar um objetivo.

4 formas de incentivar a prática de esportes junto às crianças

Sabendo que cada vez mais as crianças passam horas e horas usando tecnologia, é fundamental que os pais incentivem a prática do esporte. Por isso, selecionamos algumas formas de fazer isso. Confira!

Explique a importância do esporte

É necessário que os pais tenham uma conversa aberta com seus filhos sobre a importância do esporte. Não é recomendado simplesmente forçar a criança a praticar, pois isso poderá gerar desinteresse com facilidade.

Uma conversa aberta e esclarecedora fará com que a criança entenda que a prática proporciona diversos benefícios. Isso é fundamental para que ela se engaje e se sinta de fato feliz em fazer algum tipo de esporte.

Pratique com os filhos nas horas vagas

Não basta apenas falar. Afinal, as crianças aprendem observando o que os pais fazem. Sendo assim, a dica é não apenas conversar sobre a importância do esporte, mas também realizar alguma atividade com seu(sua) filho(a).

É recomendado que os pais usem as horas vagas para praticar esportes com seus filhos. Eles podem, por exemplo, tirar um dia para nadar, jogar bola, correr etc. A presença dos pais, mais a conversa aberta, fará com que as crianças realmente compreendam a importância do esporte.

Procure por escolas que saibam a importância do esporte

Sabemos que muitos pais possuem a agenda cheia de compromissos e que, por conta disso, fica difícil tirar uma folga para praticar esportes. A recomendação, neste caso, é procurar por escolas que valorizem a prática de esportes.

Busque, por exemplo, por escolas que possuem quadras, ofereçam aulas de educação física eficientes e tenham como atividade extracurricular aulas de futebol.

Matricule seu filho em alguma escola de esporte

Outra forma de incentivo é matricular a criança em alguma escola de esporte, como escola de futebol, de natação, de voleibol etc. Para isso, pergunte à criança qual tipo de esporte ela gostaria de fazer em suas horas vagas. É fundamental que a prática não seja uma obrigação. Somente assim, todos os benefícios do esporte serão compreendidos e usufruídos pelo(a) seu(sua) filho(a).

Assim, ressaltamos que a prática é fundamental para o corpo. Isso é algo que não pode ser deixado de lado em uma época como esta, na qual as crianças estão cada vez mais sedentárias. Diante disso, o esporte para crianças é essencial para evitar doenças e melhorar o desenvolvimento, além, é claro, de proporcionar ensinamentos valiosos sobre competitividade e a vida, como mostramos no decorrer deste artigo.

Ficou interessado no assunto? Sugerimos que continue no nosso blog e leia sobre esportes que ajudam no desenvolvimento das crianças!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário