Educação

6 dicas de como se preparar para a prova do Enem e arrasar!

março 27, 2020
pism 1
Tempo de leitura 7 min

A prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma maratona pesada para os estudantes, tanto na fase preparatória quanto nos dias dos exames. Considerado o “maior vestibular do país”, já que, pelo menos, 500 universidades públicas e privadas utilizam a nota parcial ou integralmente como item de classificação para o ingresso de novos alunos, o Enem está cada vez mais concorrido.

Por isso, para ir bem no exame é preciso conhecer a estrutura e o estilo da prova, estar a par dos tipos de conhecimentos exigidos e, de fato, treinar a maneira de responder às perguntas e de produzir a redação.

E para que a mente não falhe, por conta de cansaço, ansiedade ou mal-estar, é preciso estar bem preparado(a) física e psicologicamente ― algo que começa bem antes da data da prova, estudando da maneira certa e cuidando de si. 

Então, veja nossas dicas para que seu(sua) filho(a) conte com a sua ajuda e tenha sucesso na hora da prova do Enem!

Como é a prova do Enem?

Nos dias 1º e 8 de novembro acontece a edição 2020 do Enem. Nesses dias 5,5 milhões de estudantes, em sua maioria adolescentes que estão no terceiro ano do Ensino Médio ou recém-formados na escola, vão encarar o desafio de vencer 5 horas de prova em cada dia.

Ainda, o governo federal iniciará um projeto-piloto que permitirá a 50 mil inscritos em 15 capitais fazer o exame em versão digital. As provas, neste caso, acontecem em 11 e 18 de outubro e também são presenciais.

Ao todo, são 180 questões de múltipla escolha (90 em cada dia) mais a redação. A prova abrange 4 eixos de conhecimento e destina 45 questões para cada um. São os seguintes:

1.   Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

2.   Ciências Humanas e suas Tecnologias.

3.   Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

4.   Matemática e suas Tecnologias.

Já na redação, o modelo adotado é o dissertativo-argumentativo. Isso significa que o(a) estudante terá de desenvolver um texto inserindo argumentos e pontos de vista, bem como oferecer uma proposta de intervenção que solucione a situação-problema apontada. Para isso, parte-se de uma frase-tema e textos motivadores ajudam a construir sua produção textual.

O que fazer para chegar pronto para responder ao exame com tranquilidade?

Para a maioria dos candidatos na prova do Enem, esse deve ser o primeiro grande “concurso” que estão prestando. Por isso, a inexperiência característica da adolescência pode ser um fator de risco para o sucesso no exame. Então, além das orientações que a escola oferece, é preciso criar métodos de estudo e hábitos comportamentais para que seu(sua) filho(a) tenha um desempenho melhor.

Então, veja algumas dicas para você ajudá-lo(a) a criar uma rotina de estudos eficaz!

1. Definir um cronograma de estudos

Monte com seu(sua) filho(a) um cronograma de estudos diários que permita a ele(a) se debruçar sobre os assuntos de maior dificuldade e revisar os de maior facilidade. Se necessário, verifique com os professores quais são os tempos ideais para o estudo de cada disciplina. 

Lembre-se de que esse cronograma deve ser ajustado com os horários das atividades extracurriculares e, preferencialmente, aproveitar os momentos em que seu(sua) filho(a) está mais produtivo(a)!

2. Estimular a leitura diária e a atenção a assuntos atuais

A prova do Enem é muito embasada em assuntos da atualidade. Então, estar a par do que vem acontecendo no Brasil e no mundo é fundamental, pois essas questões podem ser levantadas tanto nas perguntas de múltipla escolha quanto na própria redação.

Por isso, estimule-o(a) a ler notícias, assistir a jornais televisivos e pesquisar outras fontes de informação idôneas.

3. Utilizar sites e canais de estudo online

Na internet há vários sites e canais de estudo online, muitos deles gratuitos, que podem oferecer dicas preciosas sobre a prova do Enem. Estimule que seu(sua) filho(a) utilize esses recursos e, se for o caso, inscreva-o(a) em algum cursinho com esse fim. Há plataformas digitais especializadas em vestibular que podem auxiliar bastante nos conhecimentos esperados para a prova. Aplicativos de smartphones são outra alternativa de estudo.

4. Testar o tempo respondendo a provas antigas

Saber controlar o tempo é crucial para que seu(sua) filho(a) não se perca na hora de responder ao exame. Portanto, a melhor maneira para evitar esse risco é fazer um treinamento para que ele(a) consiga mensurar quantos minutos leva em cada questão e traçar uma estratégia de preenchimento da prova. O mesmo vale para fazer a redação. 

5. Manter o ambiente organizado e livre de distrações

Para que a produtividade seja maior, é preciso organizar o ambiente de estudos. Garanta que seu(sua) filho(a) tenha um espaço adequado, limpo e silencioso, uma mesa com cadeira confortável, computador e materiais escolares à mão.

Além disso, cuide para que o smartphones e as redes sociais não ocupem o espaço destinado aos estudos. Insista para que ele(a) tenha essa disciplina e, se for o caso, oriente-o(a) a instalar aplicativos de produtividade justamente para ficar afastado(a) do celular, caso não precise buscar nenhuma informação.

6. Estabelecer pausas para descanso

O cérebro também precisa de descanso. Por isso, integrar pausas à rotina de estudos é fundamental para recompor as energias e se distrair. Uma mente cansada, você sabe, não é nada produtiva, gera estresse e acaba levando ao desânimo.

Por isso, estimule seu(sua) filho(a) a realizar atividades de lazer, sair com os amigos ou simplesmente tirar uma boa soneca antes de voltar aos livros.

Como deve ser o preparo nos momentos que antecedem o exame?

Passada a fase de estudos intensos, é preciso saber como lidar com a ansiedade pré-prova. Para isso, você pode ajudar seu(sua) filho(a) com algumas ações. Confira!

No dia anterior

Compare o dia anterior à prova do Enem ao ensaio-geral de um concerto de orquestra. Todos os músicos sabem tocar suas partes, o maestro já explicou a interpretação da obra, todas as marcações de palco já estão definidas. Toca-se a obra de cabo a rabo e todos vão para casa.

No Enem é a mesma coisa. Não adianta querer correr atrás do prejuízo um dia antes. Isso só causa ansiedade e sensação de fracasso. Se foi feito um bom preparo na fase de estudos, agora é o momento de apenas revisar algum ponto importante e, eventualmente, treinar um pouco. Mas nada forçado demais.

Faça com que seu(sua) filho(a) descanse, pratique alguma atividade física, divirta-se um pouco e, preferencialmente, durma cedo. Esse momento de relaxamento é imprescindível para que se levante bem disposto(a) na manhã do exame. 

Além disso, oriente-o(a) a organizar tudo o que precisa nesse dia. Separe os documentos, caneta, lápis, borracha, apontador e tudo o mais que precisar levar no dia da prova. Assim, não há desespero nem risco de atraso.

No dia da prova

Os portões abrem pontualmente às 12h e fecham às 13h. A prova começa meia hora depois. Então, se você for levá-lo(a), saia cedo de casa. As imediações das escolas onde acontecem as provas podem estar com trânsito, o que torna o caminho mais complicado. Também é recomendável verificar o local exato da prova e possíveis acessos para não ter imprevistos. Em caso de usar transporte público, é preciso lembrar-se de que é domingo e geralmente há menos ônibus, bem como metrô ou trens costumam ser mais lentos.

Ainda, garanta que seu(sua) filho(a) acorde cedo e faça uma boa refeição. Como adolescentes podem ser meio “esquecidos”, prepare um lanche para ele(a) comer durante as provas. Alimentar-se no meio do exame é uma forma de repor as energias.

Seguramente, essas dicas ajudarão bastante seu(sua) filho(a) a ter sucesso na prova do Enem. Como em todo concurso, tranquilidade, preparo e autoconfiança são itens fundamentais. Para isso, é preciso ter total domínio do que vai enfrentar!

Gostou deste artigo? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais e permita que outros pais também saibam o que fazer para ajudar os filhos na hora do Enem!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário