​Entenda a importância da tecnologia na educação atual

​Entenda a importância da tecnologia na educação atual

Para uma geração que nasceu cercada por telas e tablets, os dispositivos conectados não são apenas a principal fonte de entretenimento. Inevitavelmente, essas ferramentas serão utilizadas também ao longo da vida e no mercado de trabalho. Assim, o fato de uma escola dar a devida importância à tecnologia na educação não é apenas uma forma de despertar o interesse dos alunos, mas de prepará-los para atuarem como profissionais e cidadãos.

O aparato tecnológico não minimiza o papel da escola e do(a) educador(a). No entanto, ele pode potencializar a ação desses agentes e contribuir muito para melhorar a qualidade do ensino.

Quando utilizados da forma correta, esses equipamentos facilitam a participação ativa dos estudantes e fazem com que a aula se torne mais prática e dinâmica, favorecendo a aprendizagem.

Quer saber mais sobre a importância da tecnologia na educação atual? Então, continue a leitura! Vamos falar sobre como esses dispositivos contribuem para a aprendizagem e por que é importante inserir as crianças em um ambiente onde podem interagir com esses recursos desde cedo. Confira!

Benefícios da tecnologia na educação atual

A presença da tecnologia nas nossas vidas é um fato irreversível. Hoje em dia, chamamos o transporte e pedimos comida por aplicativos, pagamos contas e compramos com o smartphone, entre outras atividades. Esses serviços mostram que é possível explorar as funcionalidades desses dispositivos para obter comodidade e eliminar limitações de tempo e espaço.

Na educação, a tecnologia pode ser usada da mesma forma. Vamos mostrar isso explicando os benefícios de seu uso em sala de aula. Acompanhe os próximos tópicos.

Inserir os alunos em realidades fora de seu alcance

Mesmo quando pequenas, as crianças geralmente estudam temas que exigem um grande esforço para sua compreensão. Afinal, na educação infantil e em grande parte do Ensino Fundamental, elas ainda não têm a capacidade de abstração e, mesmo ao chegarem ao Ensino Médio, estão desenvolvendo esse tipo de pensamento.

Inseri-las virtualmente em determinados ambientes é uma forma de favorecer a aprendizagem real desses conteúdos. Hoje em dia, existem dispositivos que usam a Realidade Virtual para levar as crianças a uma viagem pelo corpo humano.

Elas também podem explorar as camadas e o centro da Terra a partir de um vulcão, conhecer o interior de uma indústria siderúrgica, ecossistemas diferentes ou mesmo o fundo do mar.

Como você percebe, seria impossível conhecer cada um desses ambientes no mundo real, seja por limitação geográfica, ou pelo perigo que representam. Por isso, em uma abordagem de ensino tradicional, eles podem ser apenas descritos, ilustrados e imaginados. Com a tecnologia, os estudantes têm uma ideia mais precisa a respeito deles, o que contribui significativamente para a aprendizagem.

Personalizar o ensino

As pessoas aprendem em ritmos diferentes. Algumas têm maior aptidão para determinadas áreas, enquanto enfrentam dificuldades em outras. Na escola, o ensino precisa ser um pouco mais uniformizado para atender às necessidades de turmas inteiras. Porém, a tecnologia permite complementar essa abordagem e atender o(a) aluno(a) de forma personalizada.

Um exemplo são as plataformas adaptativas. Elas criam uma trilha de aprendizagem individual, de acordo com as aprendizagens e dificuldades de cada estudante. Um sistema de inteligência artificial consegue detectar, a partir das respostas a exercícios, quais são as dúvidas e lacunas daquele(a) aluno(a). Elas propõem, então, materiais (vídeos, leituras) para solucionar esses pontos e estimular o desenvolvimento do(a) estudante.

Dinamizar as aulas

É natural que uma geração que cresceu cercada pela tecnologia se sinta estimulada por ela. Portanto, trata-se de um meio eficaz para despertar o interesse, que pode ser usado para dinamizar as aulas. A vantagem vai além da familiaridade com os recursos.

Não podemos negar que o fato de o professor utilizar vários formatos de conteúdo (vídeos, imagens, gráficos) é mais eficaz para a compreensão do que apenas a explicação oral.

Dar autonomia

Mais uma vez, vale a pena destacar que a escola e o educador têm um papel muito importante no processo de aprendizagem. Porém, a tecnologia permite que eles proponham atividades e deem mais autonomia aos estudantes.

Eles podem solicitar pesquisas prévias na internet ou mesmo complementarem sua exposição com materiais diversos, ensinando o(a) aluno(a) a usar esses recursos para construir o conhecimento de forma cada vez mais independente.

Promover a aplicação do conhecimento

Muitas vezes, o(a) aluno(a) assimila uma série de conceitos e realmente constrói o conhecimento na escola. Porém, nem sempre a instituição consegue elaborar alternativas para que o(a) estudante consiga aplicá-los no dia a dia, tornando o resultado da aprendizagem visível.

A tecnologia oferece oportunidades para essa aplicação. De diversas formas, ela permite que os alunos se tornem produtores de conhecimento. Eles tanto podem expor suas descobertas em blogs, sites ou páginas de redes sociais, criar podcasts e aplicativos, além de utilizarem as informações para participarem ou desenvolverem jogos.

Projetos de robótica também são exemplos de tecnologias que permitem a aplicação de conceitos. Por meio da construção desses objetos, os alunos conseguem entender conteúdos principalmente de Física e Matemática, tudo isso de forma muito prática. As possibilidades são infinitas!

Utilizar interesses dos alunos para promover a aprendizagem

Usando a criatividade, o(a) professor(a) consegue conciliar interesses dos alunos com os conteúdos abordados pela escola. Ao utilizar atividades lúdicas, é possível obter um resultado excelente na aprendizagem. Um exemplo prático foi o trabalho Biomas Brasileiros em Minecraft, organizado e realizado por duas professoras do Colégio Academia, no qual os estudantes constroem réplicas de ecossistemas no ambiente do jogo.

Esse tipo de atividade obtém um grande engajamento em sala de aula e, consequentemente, os alunos realmente conseguem entender as características do bioma e a realidade dos seres que vivem ali. O resultado foi notável, a ponto de garantir à Academia o Prêmio Excelência na categoria Inovações Tecnológicas, concedido pelo Sistema de Ensino Poliedro.

Finalmente, é importante destacar que a integração da tecnologia à educação é um aspecto essencial da formação dos futuros cidadãos. Afinal, se hoje grande parte das pessoas já utiliza uma série de ferramentas conectadas em sua prática profissional, a tendência é que isso se acentue e o mercado exija das novas gerações um domínio ainda maior desses dispositivos ao longo da carreira.

Por isso, garantir que a criança obtenha sua educação formal em uma instituição que promove o uso dessas ferramentas, que ensina seus alunos a solucionarem problemas reais por meio delas e discute as implicações éticas do uso desses objetos em nosso dia a dia, é fundamental para preparar cidadãos para atuarem no contexto de uma sociedade digital.

Quer conhecer uma instituição que se preocupa com esses aspectos e usa a tecnologia na educação para promover a excelência acadêmica e uma formação integral dos alunos? Converse com a nossa equipe e conheça nosso trabalho. Aguardamos seu contato!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.