7 museus de Juiz de Fora para levar os filhos

7 museus de Juiz de Fora para levar os filhos

Você e sua família já visitaram algum museu em Juiz de Fora? Mesmo sendo conhecida como uma cidade que abriga, em sua maioria, o turismo de negócios, a Manchester Mineira também respira cultura e tem diversas atrações e museus voltados à história do país e da região.

O termo “museu” teve origem na Grécia antiga e é representado por locais sagrados e reservados à contemplação do estudo científico. Assim, os primeiros museus foram bibliotecas, jardins e observatórios.

Por definição, um museu está a serviço da comunidade e do desenvolvimento social. Eles são instituições permanentes e não têm fins lucrativos. São abertos ao público, que deve ajudar a conservar e difundir a história e importância daquele local e de seu acervo.

Se você quer conhecer os museus de Juiz de Fora, continue lendo este post!

A difusão da cultura por meio dos museus

Preservar a história e memória da humanidade sempre foi um grande desafio. Na pré-história, os povos utilizavam a arte rupestre para contar sobre sua vida, medos e descobertas. Muitos acreditam que museus sejam representações do passado. Contudo, eles são, na verdade, uma conexão entre passado, presente e futuro que auxilia no conhecimento de técnicas e habilidades que poderão ser aprimoradas para a manutenção e disponibilidade para as futuras gerações.

É importante que a família fomente esse tipo de atividade entre os filhos, pois os museus são importantes instrumentos da preservação da memória cultural de um povo. Além disso, esse tipo de lazer incentiva e desperta a curiosidade nas crianças, que saem das salas de aula e vão experimentar e compreender a história com os próprios olhos.

No museu Mariano Procópio, por exemplo, é possível ver peças usadas durante o período imperial no Brasil, e no museu da História Natural da Academia, você e sua família vão encontrar o crânio de um mastodonte.

7 museus para conhecer em Juiz de Fora

Juiz de Fora abriga alguns museus, sendo que a maioria deles fica no Centro da cidade ou nos seus arredores. Veja mais informações de cada um:

1. Museu Mariano Procópio

O museu Mariano Procópio é considerado um dos mais antigos do país e o primeiro de Minas Gerais. Criado em 1915 pelo colecionador Alfredo Ferreira Lage, conta com objetos artísticos, históricos e de ciências naturais. O acervo possui mais de 53 mil itens — entre eles, estão pinturas, esculturas, gravuras, livros, mobiliário, prataria e indumentárias utilizadas na época do período imperial no Brasil.

Além das belezas do museu, o local está situado dentro do parque que recebe o mesmo nome. O parque Mariano Procópio abriga jardins e um lago que garantem um belo passeio para toda a família.

O museu se localiza na rua Mariano Procópio, 1.100, e é aberto de terça a domingo, das 8h às 18h. A entrada é gratuita.

2. Museu Ferroviário de Juiz de Fora

O Museu Ferroviário conta boa parte da história da ferrovia no Brasil. Inaugurado em 2013, o local abriga diversos instrumentos utilizados em locomotivas e estradas de ferro, como Bienfait e pantógrafo. Fica localizado na sede da antiga estrada de ferro Leopoldina, que foi criada em 1871.

É possível encontrar mais de 400 peças que retratam com detalhes a história da primeira ferrovia do estado e remontam o surgimento do transporte a vapor e das locomotivas no país. São duas salas que guardam utensílios, ferramentas e objetos relacionados ao mundo das ferrovias.

O local fica na Avenida Brasil, 2.001, no Centro, e funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h, com entrada gratuita.

3. Memorial da República Itamar Franco

O Memorial da República apresenta objetos e histórias de Juiz de Fora e da vida política do presidente Itamar Franco, nascido na cidade. O local foi inaugurado em 2015 e tem um acervo moderno e interativo que contextualiza os fatos históricos e políticos do país com a vida do ex- presidente. São dois andares de um prédio vanguardista que expõem documentos, indumentárias, móveis e até o icônico fusca azul dessa personagem do Brasil.

Ao todo, são mais de 1.700 objetos pessoais, mais de 7 mil livros que pertenciam ao ex-presidente e mais de 150 mil cartas que foram escritas para ele enquanto ele estava na Presidência.

Para conhecer o local, basta ir até a rua Benjamin Constant, 720-816, Centro. O Memorial funciona de terça a sexta, das 9h às 18h, e aos finais de semana, das 12h às 18h. A entrada também é gratuita.

4. Museus de Etnologia Indígena e Museu História Natural da Academia/CES

O Museu de Etnologia Indígena e o Museu História Natural Academia/CES ficam localizados dentro docolégio Academia. Ambos contam com um rico patrimônio cultural que retrata a cultura dos indígenas do nosso país e a história do surgimento da vida.

São dois salões de exposição com 400 m² cada, que propiciam aos visitantes conforto, beleza e conhecimento. A reserva técnica de história natural tem mais de 30 mil peças e fica em um salão à parte.

Ao todo, são mais de 1.200 peças no museu de história natural, como réplicas de peças raras, fósseis minerais, animais secos, ossos e rochas. O museu abriga, ainda, uma cópia completa do crânio de um mastodonte. No museu de Etnologia Indígena, mais de 400 peças estão expostas contando um pouco da história e cultura dos povos indígenas.

O local é aberto à comunidade e as visitas são gratuitas e acompanhadas por profissionais preparados e qualificados. Eles funcionam de segunda a sexta, das 12h às 18h. Os museus ficam na rua Halfeld, 1.179, Centro.

5. Centro Cultural Bernardo Mascarenhas

O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas recebe várias exposições e expõe trabalho de vários gêneros, como esculturas, pinturas, fotografias e quadros. O espaço recebe também apresentações teatrais. O museu está localizado no antigo prédio da Companhia Têxtil Bernardo Mascarenhas e foi restaurado em 1985 para receber exposições.

No mesmo complexo, é possível encontrar a Biblioteca Municipal Murilo Mendes e o mercado municipal da cidade. O endereço é Avenida Getúlio Vargas, 200, Centro, com funcionamento das 9h às 21h, de segunda a sexta e, aos finais de semana, das 10h às 16h, quando há exposições no local. A entrada é gratuita.

6. Museu de Artes Murilo Mendes (MAMM)

O poeta Murilo Mendes é o homenageado do MAMM. O juiz-forano era um grande colecionador de obras de arte. Por isso, o museu abriga em seu acervo centenas de quadros de artistas plásticos do mundo inteiro e, na biblioteca, mais de 2.800 livros. O prédio modernista projetado pelo arquiteto e artista plástico Décio Bracher fica ao lado do Memorial da República Itamar Franco.

No primeiro andar do museu, encontram-se exposições temporárias; no segundo, fotos e livros são expostos; e no terceiro, está a maior galeria, com o acervo de Murilo Mendes, com obras de vários artistas, como Pablo Picasso e Cândido Portinari.

O museu fica na rua Benjamin Constant, 790, Centro, e funciona de terça a sexta, das 9h às 18h, e aos finais de semana, das 12h às 18h. A visita também é gratuita.

7. Fórum da Cultura (Museu de Cultura Popular)

O Fórum da Cultura é a casa que abriga o grupo teatral “Grupo Divulgação”. O belíssimo casarão é um núcleo de ensino, pesquisa e extensão em artes cênicas da cidade. A construção da década de 20 já funcionou como a primeira sala do reitor da UFJF e ainda conserva escadas, pisos e vitrais originais.

O local recebe exposições fotográficas temporárias com peças de diferentes estilos de todo o país. As exposições mudam mensalmente, e as da galeria, a cada 15 dias. Por isso, confira com antecedência as programações disponíveis.

O Fórum da Cultura também tem entrada gratuita e fica localizado na rua Santo Antônio, 1.112, Centro, e funciona de segunda a sexta, das 14h às 18h.

Visitar e conhecer museus é importante. Eles têm o papel de educar e informar por meio de exposições e atividades lúdicas. O espaço desperta a curiosidade das crianças e estimula a reflexão e a compreensão para o modo como a sociedade é formada e de que maneira ela se organiza.

Gostou do texto sobre museu em Juiz de Fora? Que tal conhecer outras opções de lazer na cidade?

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.