alfabetização infantil

 Qual é o papel da escola na alfabetização infantil e como os pais podem ajudar?

A escola desempenha uma função extremamente importante na alfabetização infantil, visto que nesse ambiente as crianças aprendem novas capacidades e são amplamente estimuladas a desenvolver essa habilidade. O ensino formal, aliado ao desenvolvimento em casa, contribuem para que esse aprendizado seja mais rápido e eficiente.

Essa não é uma tarefa simples, pois as crianças têm diferentes ritmos. Elas chegam com conhecimentos prévios distintos, obrigando a escola a encontrar métodos que sejam eficientes para todo o grupo. A contribuição dos pais pode ser fundamental nessa equação, pois eles ajudam a complementar o que foi visto no colégio e conseguem incentivar seus filhos de maneira diferente.

Neste artigo, mostraremos qual é o papel da escola no processo de alfabetização infantil. Além disso, mostraremos de que modos os pais podem ajudar a potencializar o que é ensinado na instituição. Acompanhe a leitura!

Qual é o papel da escola na alfabetização infantil?

A escola tem um papel fundamental na alfabetização infantil, pois é nesse período que os alunos despertam o interesse pelo aprendizado e desenvolvem a capacidade cognitiva de modo mais claro. Veja como a instituição deve agir!

Oferecer a estrutura adequada para estimular o aprendizado da criança

A escola deve oferecer a estrutura adequada para estimular o aprendizado da criança. Isso envolve o espaço físico, professores capacitados e estratégias de ensino que sejam eficientes, visando sempre ao desenvolvimento completo.

Os alunos precisam ser estimulados a buscarem conhecimento, entender a importância da leitura e desenvolver habilidades cognitivas. Por isso, é interessante que a instituição conte com salas que sejam atraentes, recursos diferenciados e metodologias ativas, colocando a criança como foco.

Desenvolver novas capacidades nos(as) alunos(as)

A preocupação da instituição não deve estar apenas com os conhecimentos cognitivos dos alunos, mas com o desenvolvimento completo de cada um. É nessa fase que as crianças aprendem a se relacionar com os colegas, a cuidar das próprias emoções, entre outros aspectos importantes.

Por isso, durante a alfabetização, a instituição também deve se preocupar com o desenvolvimento social e emocional dos alunos. Com esses aspectos evoluindo da forma correta, as crianças terão mais tranquilidade e maturidade para aprenderem a ler e escrever.

Instigar a curiosidade

Outro ponto importante é instigar a curiosidade nos alunos, fazendo com que eles se interessem pelo processo de alfabetização. As atividades lúdicas são interessantes para o cotidiano escolar, pois elas estimulam a reflexão, a criatividade e outras habilidades que facilitam o aprendizado.

Os professores devem planejar atividades para despertar o interesse das crianças por novas descobertas, considerando que cada uma delas está em um nível diferenciado de aprendizagem, portanto é importante deixar que sigam o próprio ritmo.

Colocar a alfabetização em todo o currículo

A alfabetização deve estar em todas as atividades, ou seja, integrar o currículo como um todo. O aprendizado em matemática, ciências e estudos sociais contribui para que a criança aprenda também o alfabeto.

Tarefas como escrever uma frase sobre um problema de história ou gerar palavras de vocabulário para descrever um objeto na aula de ciências, são exemplos de atividades que ajudam a manter em mente as metas de leitura, escrita e fala em todas as lições.

Como os pais podem ajudar a potencializar as ações realizadas dentro da escola?

É claro que a escola tem um papel importante, entretanto os pais também são essenciais no processo de alfabetização infantil. Além de incentivar os filhos, eles ajudam a potencializar as ações realizadas na instituição. Confira como ajudar seu(sua) filho(a)!

Ler livros infantis para a criança

Uma boa forma de estimular o desenvolvimento da criança é ler livros infantis. Você pode escolher livros de poesias, narrativas, contos de fadas, entre outros gêneros. Essa prática ajuda a aumentar o vocabulário e adiciona estruturas sintáticas que a linguagem falada não consegue ensinar.

Além disso, os livros também podem trazer lições importantes para a vida da criança, ajudando a desenvolver outras áreas. Por isso, tente encontrar conteúdos que tragam conhecimento em áreas que serão aproveitadas na escola, como história, geografia, além de leituras mais leves e atraentes.

Lembre-se de que, ao ler para a criança, você pode facilitar a criação do hábito da leitura em seu(sua) filho(a), algo que será muito importante para o futuro. Se possível, também disponibilize livros para que ele(a) leia sozinho(a), praticando o que foi aprendido na escola.

Incentivar o aprendizado nas atividades do dia a dia

As situações do dia a dia são boas oportunidades para incentivar o aprendizado. É possível estimular a criança a ler os elementos que estão ao seu redor, como rótulos, embalagens de objetos, entre outros exemplos. Tente fazer com que isso se torne um costume leve e divertido, não uma obrigação.

A rua também traz elementos interessantes, como as placas de trânsito, o destino de ônibus, outdoors, letreiros, panfletos. Proponha desafios e veja como a criança se sai. Desse modo, ela estará sempre interessada em entender o que está acontecendo, criará o hábito de ler as informações em qualquer lugar e aumentará a sua habilidade de leitura e escrita.

Elaborar brincadeiras educativas e que estimulem a alfabetização

Os jogos pedagógicos de alfabetização não devem acontecer apenas no ambiente escolar. Portanto, os pais podem proporcionar brincadeiras que estimulam a leitura e a escrita em casa, sendo um ótimo modo de complementar o aprendizado da criança e aumentar o interesse pelo assunto.

Existem brincadeiras mais tradicionais, como a utilização de elementos de desenhos, letras para montar, entre outras. Além disso, os pais podem aproveitar a tecnologia nesse momento, buscando aplicativos e sites que tragam atividades educativas que facilitem o processo de aprendizagem.

Qual é a importância da relação entre a família e a escola nesse processo?

A educação de uma criança, como vimos, não é feita a partir de apenas um lado da história. Ela é composta de uma parceria entre a família e a instituição, que deve ser construída ao longo de toda a vida acadêmica dos jovens.

Mas, afinal, qual é a importância dessa relação de parceria? A seguir, confira alguns pontos que nos ajudam a traduzir toda essa relevância para a educação. Vamos lá?

Aprimoramento do aprendizado

Aprender é um processo que não acontece da noite para o dia. Por isso, é interessante que ele seja construído de maneiras diferentes, multifatoriais e interdisciplinares. Para que isso seja possível, é fundamental que tanto a escola quanto o lar sejam ambientes de aprendizado!

Dessa forma, a importância dessa parceria é, também, estrutural. Ela será fundamental para possibilitar que o aprendizado aconteça de maneira integral e com o uso de ferramentas e estratégias diversas, que ampliam o leque de opções dos estudantes e se adaptam ao seu tipo de inteligência.

Possibilidade de identificação rápida das dificuldades

Em uma sala de aula, o(a) professor(a) precisa lidar com muitos alunos de maneira simultânea. Por isso, ainda que ele(a) tenha um olhar treinado para identificar qualquer tipo de situação, é possível que ele(a) deixe alguma coisa passar de vez em quando.

O mesmo é válido para os pais, ainda mais considerando que, muitas vezes, as crianças podem ocultar os próprios sentimentos. Sendo assim, a parceria entre escola e lar é fundamental para garantir que problemas sejam identificados rapidamente.

Resolução de problemas mais eficiente

Ao ser identificado, o problema precisa ser tratado com rapidez e eficiência. Mais uma vez, a parceria entre o corpo escolar e a família de um(uma) aluno(a) será essencial para garantir o sucesso dessa empreitada!

Com o diálogo e reuniões particulares, por exemplo, é possível traçar um plano de ação personalizado para aquela criança, atendendo às suas necessidades e fazendo com que a resolução seja tranquila e nada traumática para o(a) pequeno(a).

Melhorias para o rendimento em sala de aula

Além disso, a parceria é uma ótima maneira de fazer com que o desempenho escolar da criança seja consideravelmente otimizado. Afinal, o lar se tornará uma extensão da sala de aula, o que fará com que ela aprenda cada vez mais!

Crianças que são devidamente estimuladas em seu ambiente doméstico são muito mais ativas, curiosas, atentas e ávidas pelo conhecimento. Sendo assim, todos saem ganhando com essa união!

Aproximação dos familiares do dia a dia da criança

Por fim, uma vantagem que não pode ser deixada de lado é a aproximação entre a família e os estudantes a partir desse processo. Infelizmente, muitos pais não participam ativamente do dia a dia escolar de seus filhos, o que faz com que um distanciamento aconteça.

Essa participação fará com que os pais e responsáveis possam estar muito mais envolvidos no desenvolvimento de seus filhos, gerando uma aproximação natural que certamente perdurará e será levada para outros âmbitos do relacionamento entre eles.

Neste artigo, vimos como a escola e os pais têm papel importante na alfabetização infantil. É fundamental que a família participe do aprendizado, tanto ao promover atividades em casa quanto ao ajudar as crianças com as tarefas da escola. Desse modo, os filhos se desenvolverão com mais facilidade, tendo mais eficiência no processo de aprendizagem.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receba outras informações importantes sobre a educação dos seus filhos e a participação da família! Com ela, você receberá avisos periódicos sobre as novidades e não perderá nenhuma postagem.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.