bilinguismo infantil

Entenda por que é importante desenvolver o bilinguismo infantil

Muitos pais optam por matricular os seus filhos em colégios bilíngues porque estão reconhecendo a importância do bilinguismo infantil na vida das crianças. Isso acontece por causa da experiência profissional, já que falar outro idioma pode ser benéfico no mercado de trabalho.

Cuidar de uma criança bilíngue é um desafio e requer medidas de zelo especiais. Essa forma de educação depende de vários fatores, como a exposição da linguagem, os recursos e a instrução e o envolvimento dos pais, que não podem ficar de fora dessa lista. Esses são apenas alguns exemplos de atributos que impactam positivamente a vida dos bilíngues desde cedo.

Que tal entender melhor qual é o motivo de o bilinguismo ser tão relevante na vida das crianças? Venha com a gente!

Melhora da comunicação

Se as crianças mais novas podem aprender várias línguas, devemos colocá-las em colégios bilíngues. A exposição a dois idiomas enquanto estão aprendendo um traz muitos benefícios. Crianças bilíngues podem ter uma capacidade superior de se concentrar em um assunto e, rapidamente, pensar em outro. Isso é um exemplo de flexibilidade cognitiva, característica que é praticada no bilinguismo infantil.

Para terem essa flexibilidade, as escolas devem incluir aulas que praticam o autocontrole dos alunos. É recomendado que esses exercícios sejam feitos nos primeiros anos escolares, assim como em casa, com o acompanhamento dos pais. Quando uma criança bilíngue tenta se comunicar, os idiomas no cérebro são estimulados para serem ativados.

Ela, então, seleciona uma língua e oculta a outra. Essa tarefa requer muita atenção e capacidade de flexibilidade do cérebro. Apesar de parecer complicado, acontece com muitas crianças bilíngues. Essa interferência força o cérebro a resolver um conflito interno, fortalecendo as capacidades cognitivas.

Ampliação da inserção cultural das crianças por meio do bilinguismo infantil

Crianças bilíngues são mais propensas a se interessar pelas culturas que falam o seu idioma adicional — seja uma segunda língua, seja uma língua estrangeira. Isso pode acontecer cedo na vida do(a) aluno(a), por exemplo, por meio de um interesse por diferentes manifestações culturais. Essas crianças terão maior vontade de ir a museus e a produções audiovisuais que tratam dessa cultura específica, por exemplo.

Elas ficam atraídas por esse universo devido à proximidade da segunda língua. Por outro lado, aquelas que falam apenas um idioma podem não compartilhar desses interesses e se distanciar de outras culturas. Isso é algo que deve ser evitado para expandir os conhecimentos e as curiosidades dos estudantes. Afinal, crianças bilíngues têm maior probabilidade de ter mais tolerância a outras culturas desde cedo.

Elas vão brincar facilmente com outras que não falam a sua língua, mesmo com todas as diferenças de origem e socioeconômicas. Desse modo, esses pequenos estarão mais propensos a mostrar interesse em socializar com outras pessoas fora do seu círculo de amigos. O bilinguismo os torna mais tolerantes e comportados.

Mais facilidades para a memória

O desenvolvimento cognitivo é o principal e mais imediato benefício proporcionado pelo bilinguismo infantil. É recomendado que as crianças comecem a aprender uma segunda língua antes mesmo dos seis anos. Desse modo, elas terão mais facilidade para entender conceitos matemáticos e resolver problemas com palavras. Essas são somente algumas das vantagens do ensino de uma segunda língua.

Além disso, elas desenvolvem fortes habilidades de pensamento, pois conseguem usar a lógica, ter mais foco, estimular a memória e tomar decisões importantes. Tudo isso é viável quando os pais e responsáveis investem no aprendizado de outras línguas para os seus filhos. Tornar crianças bilíngues é uma maneira de preservar a mente dos pequenos, evitando que eles se confundam.

Na Educação Infantil, as crianças garantem uma base para pensar acerca de atividades e processos de aprendizagem mais complexos. São vantagens que estarão presentes para sempre na vida dos pequenos. O bilinguismo tem o poder de construir uma base sólida para as habilidades cognitivas, especialmente quando as crianças estão nos primeiros anos da escola.

De forma geral, os alunos bilíngues tendem a ter um melhor desempenho em tarefas que exigem muitos conhecimentos, bem como solucionar problemas e decidir sobre o futuro. Quando bilíngues pensam em desafios em uma segunda ou terceira língua, distanciam-se de preconceitos. Eles conseguem pensar de forma mais sistemática e com base em evidências para fazer escolhas considerando apenas os fatos.

Maior estímulo para que a criança perca a timidez

Cada vez é mais comum encontrar famílias com filhos bilíngues. Investir na educação bilíngue das crianças é essencial para torná-las mais sociáveis. Colégios com esse tipo de abordagem multicultural apresentam diálogos e exemplos em sala de aula para enriquecer a mente dos alunos.

Eles se sentem, então, mais à vontade para fazer novos amigos e cultivar bons relacionamentos usando o seu segundo idioma. Atividades de diálogos ou práticas em sala de aula, que envolvam duplas ou grupos de alunos, facilitam a boa comunicação. É preciso quebrar essa barreira da interação entre as línguas para que as crianças bilíngues percam a timidez.

Desse modo, elas serão capazes de entender e de se conectar com novas pessoas, assim, construindo amizades duradouras, seja na escola, seja no bairro onde moram. Além da vantagem de serem mais sociáveis, essas crianças se concentram melhor e têm mais autocontrole. Isso acontece por causa dos relacionamentos cultivados na infância, algo que está distante dos alunos que estudam apenas um idioma.

Facilitação do aprendizado de outras línguas

Nos primeiros anos de vida, os cérebros das crianças estão passando pelo período crítico, momento ideal para praticar habilidades cognitivas. Essa fase de crescimento é a mais flexível dos pequenos. Na verdade, bebês expostos a conteúdos bilíngues se destacam no aprendizado de uma nova língua desde os seis anos de idade. Então, eles conseguem aprender um novo idioma facilmente.

Já os adultos precisam considerar regras gramaticais para aprender uma língua nova. Por outro lado, os pequenos absorvem sons, estruturas e a entonação de um segundo idioma com muita facilidade. Até os oito anos de idade, eles são capazes de detectar diferenças entre as línguas. As crianças bilíngues, inclusive, conseguem desenvolver habilidades gerais mais fortes tanto na língua materna quanto na segunda.

O bilinguismo infantil é fundamental durante a fase de crescimento, como visto. Os primeiros anos precisam ser destinados à exposição a esse tipo de conteúdo para que as crianças cresçam com mais facilidade de compreensão. Para tanto, pais e responsáveis devem contar com uma instituição que priorize o ensino de línguas desde cedo. Esse é o caso do Colégio Academia, que se preocupa com a formação dos alunos.

Gostou do artigo? Aproveite que está no blog e entre em contato com o Colégio Academia. Estamos sempre disponíveis para responder às suas dúvidas e às observações. 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.