brincadeiras com as crianças

  7 brincadeiras para fazer com as crianças que estimulam o desenvolvimento

O desenvolvimento infantil pode acontecer de diversas maneiras, seja por conhecimentos teóricos ou pela prática de atividades lúdicas. As brincadeiras com as crianças são uma estratégia muito eficiente de desenvolver características importantes para o crescimento delas.

As brincadeiras despertam sensações diferentes, levam os pequenos a se interessar por assuntos variados e ainda trazem alegria, sentimento importante nessa fase. Durante esses momentos, características importantes são trabalhadas, portanto os pais devem saber que tais atividades contribuem para o desenvolvimento completo dos filhos.

Neste post, traremos 7 brincadeiras para fazer com as crianças que auxiliam no desenvolvimento delas. Veremos como funcionam as atividades e quais benefícios elas oferecem. Confira nossas sugestões!

1. Amarelinha

Nessa brincadeira, a criança precisa marcar a casa que não pode pisar jogando uma pedra. Depois disso, ela precisa atravessar o desenho feito no chão, desviando da casa marcada e retornando após recolher a pedrinha. Começa ao escolher a casa número um e depois segue a sequência na ordem dos números. Quando perde o equilíbrio ou pisa nas linhas, é necessário voltar para o início.

Desse modo, a amarelinha colabora com, no mínimo, dois aspectos. O primeiro deles é a coordenação motora, já que o equilíbrio é necessário para completar a atividade. Além disso, ela também trabalha as noções básicas de matemática, o que será aproveitado por muitos anos.

2. Faz de conta

A brincadeira de faz de conta é uma das mais completas. Ela funciona como um modo de simular coisas reais, como ir a um supermercado, uma consulta no médico, um passeio ou qualquer outra situação que seja do interesse da criança. Assim, os participantes assumem funções dentro da história e deixam a imaginação guiar os próximos passos. É possível misturar elementos da realidade com os de ficção, tornando o desenrolar ainda mais interessante.

O faz de conta estimula o desenvolvimento da criatividade das crianças, visto que é necessário criar diálogos e situações. Além disso, elas desenvolvem as habilidades de comunicação, pois a interação entre os personagens exige fala e também a escuta.

3. Bolinha de gude

Essa é uma brincadeira antiga, porém se mantém atraente para crianças. Existem várias formas de jogar, sendo que, na mais comum, é preciso desenhar um círculo no chão onde os jogadores devem, com um impulso do polegar, jogar a bolinha, e os próximos precisam acertar a primeira, sendo que o objetivo principal e pegar as bolinhas dos adversários. O campeão é aquele que termina com mais bolinhas.

Essa atividade contribui primeiramente para afinar a coordenação motora, já que é preciso acertar um local com precisão. Além disso, também ensina a perder, algo que é importante aprender desde cedo.

4. Caça ao tesouro

Para começar, alguém, de preferência um adulto, precisa esconder o tesouro, que pode ser qualquer objeto ou prêmio, como um doce, um brinquedo ou outra comida. Depois disso, é preciso elaborar pistas para ajudá-las a encontrar o local misterioso.

Essa atividade auxilia de diversas formas, pois trabalha o raciocínio lógico, a concentração, a capacidade de montar uma estratégia, além da agilidade. Como encontrar o tesouro pode ser algo demorado, mas também é uma forma de trabalhar a paciência e perseverança.

Quando a criança já está na escola, é possível introduzir os conteúdos que ela está aprendendo na aula no meio das pistas. Dessa maneira, a caça ao tesouro também servirá como uma forma de revisão e compreensão das matérias escolares.

5. Desenhar e pintar

Desenhar pode ser algo simples, mas é uma atividade muito estimulante e importante para a infância. Do mesmo modo, pintar também é interessante, pois é uma forma de colocar a criatividade em ação.

Dê liberdade para criança desenhar o que quiser, também ofereça materiais adequados, como lápis, giz de cera e papéis. A utilização de tinta também é interessante, mas requer o acompanhamento de um(a) responsável.

Tanto ao desenhar quanto ao pintar, a criança colocará suas habilidades motoras em funcionamento, o que é extremamente importante. Além disso, a criatividade e a imaginação são estimuladas, permitindo o crescimento intelectual e emocional.

6. Esconde-esconde

O esconde-esconde é uma brincadeira muito conhecida. Nela, uma pessoa fica de olhos fechados e precisa contar até determinado número, enquanto os demais participantes se escondem. Quando ela termina de contar, vai procurar quem está escondido. 

Ao encontrar alguém, deve voltar correndo para o lugar da contagem. Se conseguir chegar lá antes do amigo encontrado, ele é quem deverá contar e encontrar os colegas na próxima rodada. Quando quem foi pego chega primeiro, a criança que estava contando deve continuar procurando.

Essa atividade ajuda a desenvolver competências como agilidade e capacidade motora, além do raciocínio lógico, já que o(a) pequeno(a) precisa elaborar uma estratégia para encontrar seus colegas.

7. Stop

Nessa atividade, os participantes escolhem categorias e montam uma tabela com todas elas. Na sequência, todos levantam as mãos com quantos dedos quiserem. É feita a soma para encontrar a letra correspondente no alfabeto, que será a utilizada na rodada.

Então, é necessário escrever palavras que comecem com essa letra. Quem terminar primeiro, deve falar STOP e todos devem parar de escrever. As respostas são conferidas, sendo que palavras repetidas valem cinco pontos e as inéditas, dez. Vence aquele que somar mais pontos ao fim de todas as rodadas.

Desse modo, o stop estimula o relacionamento social e a comunicação no momento de chegar a um consenso sobre a categoria. O raciocínio e a memória também são utilizados ao buscar as respostas, já que é necessário pensar em palavras com a letra certa e o mais rápido possível. A matemática também entra na brincadeira, pois os pontos devem ser somados para definir o campeão.

Neste post, vimos com as brincadeiras com as crianças contribuem para o desenvolvimento de novas habilidades nos pequenos. A participação dos pais nessas atividades é fundamental para melhorar o relacionamento familiar e também para que os filhos se sintam amados e valorizados. Além disso, esse convívio é importante para acompanhar o crescimento das características emocionais, sociais e intelectuais.

Gostou de conhecer mais sobre esse tema? Agora, aproveite e confira qual o papel da família na educação integral dos filhos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.