Como ajudar os(as) filhos(as) na escola

Como ajudar os(as) filhos(as) na escola: 6 dicas superimportantes

Devido à correria da rotina de trabalho, é natural que alguns pais encontrem dificuldades em auxiliar os(as) filhos(as) com as atividades escolares. Porém, para algumas crianças, nem sempre é tão simples realizar as lições de casa sem ajuda. Por isso, é fundamental que a família aprenda como ajudar os(as) filhos(as) na escola e participe efetivamente do processo de aprendizagem das crianças.

A presença dos pais na vida acadêmica do(da) filho(a) é o primeiro passo para promover uma educação de qualidade, afinal, ao se sentir apoiado(a), ele se mostra mais engajado(a) nos estudos.

Quer entender melhor como ajudar os(as) filhos(as) na escola? Então, você encontrou o conteúdo certo! Neste post, vamos explicar a importância desse apoio e apresentaremos 6 dicas de como ajudar as crianças nas tarefas escolares. Confira!

Vantagens de estimular o aprendizado das crianças

Os educadores trabalham em conjunto com toda a comunidade acadêmica para propor melhorias constantes no ensino. Entretanto, o processo de aprendizagem acontece sob a influência de diversos fatores. Além disso, é importante destacar que as crianças estão pré-dispostas a aprender naturalmente.

Dito isso, estimular a interação entre as crianças por meio de brincadeiras, por exemplo, pode ajudá-las a construir uma relação de proximidade maior com a família e amigos da classe. Portanto, promover a troca de experiência a partir da convivência ajuda a desenvolver tanto suas habilidades sociais o seu crescimento intelectual.

6 dicas sobre como ajudar o(a) filho(a) na escola

Existem algumas opções de abordagem para os pais que desejam estar sempre em contato com a educação dos(das) filhos(as). Com tais possibilidades, que podem ser desenvolvidas na própria rotina familiar, essa prática pode se tornar um costume internalizado na vida de todos. Veja, a seguir, como ajudar os(as) filhos(as) na escola.

1. Participe das reuniões escolares

A participação dos pais e responsáveis nas rotinas de estudos é de extrema importância para que os estudantes se desenvolvam cognitivamente. Ao acompanhar a vida escolar do(da) filho(a), é possível auxiliá-lo(a) no desenvolvimento do raciocínio e ele(a) passa a adquirir conhecimento de forma mais natural.

Crianças e adolescentes que vivem em um ambiente de apoio e compreensão sentem-se seguros a desempenhar suas atividades com mais tranquilidade. Além disso, as reuniões escolares são excelentes formas de se estar em contato com os professores, pois muitas dúvidas em relação ao comportamento da criança no ambiente escolar podem ser esclarecidas.

2. Compartilhe bons exemplos com a criança

Crianças costumam emular o comportamento de adultos. É sabido que copiar o exemplo dos pais é mais comum que a modificação do comportamento por meio de conversas. Assim, tenha sempre em mente que seus filhos(as) estão atentos(as) ao seu comportamento, desta forma, mostre exemplos que podem ser seguidos.

O hábito à leitura, a análise crítica, o respeito ao outro e a compreensão com o que é diferente são exemplos que poderão estimular positivamente as crianças a agir de determinada forma no dia a dia.

3. Atue em parceria com os professores

Professores são profissionais que devotaram vida e mente na busca e construção do conhecimento. Esses profissionais devem ser respeitados e reconhecidos como aliados na criação de indivíduos aptos a conviverem bem em sociedade.

Sendo assim, desenvolva parceria com os professores, questione sobre as melhores formas de continuar o aprendizado em casa e coloque em prática essas dicas. Existem várias possibilidades de despertar interesse e curiosidade em mentes jovens, e os professores são capazes de dar boas dicas de como ajudar os(as) filhos(as) na escola.

4. Estabeleça um canal de comunicação aberto

É importante permitir que os(as) filhos(as) se sintam seguros em ter um diálogo sobre qualquer assunto, afinal, a infância e a adolescência é marcada por uma fase de muitas descobertas. Contudo, os pais devem estar preparados para filtrar as coisas positivas daquelas desfavoráveis na vida do(a) filho(a).

Dessa forma, ensinar a diferenciar essas questões e a desenvolver o sentido de análise e crítica é uma excelente maneira de criar cidadãos mais conscientes. Ou seja, é preciso manter uma relação mais comunicativa para prepará-los às muitas situações que podem ocorrer no futuro.

5. Acompanhe de perto todas as tarefas

Sabemos que a vida de todo mundo anda muito corrida, mas, entre o trabalho e os serviços de casa, encontre um momento para ajudar seus(suas) filhos(as) com as tarefas da escola. Toda criança se sente motivada quando os pais ajudam, portanto essa é uma boa prática para que ela se sinta mais interessada pelos estudos.

Além de acompanhar a tarefa, você ainda pode, por exemplo, criar um programa de estudos. Organize um cronograma junto com a criança de forma que todos os dias os assuntos que foram vistos na sala de aula sejam revistos em casa. Assim, o conteúdo é mais bem fixado e seu(sua) filho(a) ainda pode passar um tempo maior com você.

6. Participe dos eventos escolares

É importante participar da vida escolar das crianças também nos momentos de diversão. Por isso, não deixe de participar dos eventos escolares descontraídos, como uma festa junina ou a comemoração do dia das mães. Esses encontros funcionam para unir professores, alunos e pais em um mesmo ambiente, e as crianças se sentem acolhidas e apoiadas.

As crianças precisam compreender, desde pequenas, que a educação é um ponto fundamental na vida de qualquer pessoa. Ao contrário do que elas podem pensar, os estudos não servem apenas para “passar de ano”, mas funcionam como ferramentas de compreensão de todo o mundo à nossa volta.

Por isso, sempre estimule e participe da educação de seu(sua) filho(a). Atuar em conjunto com a escola e com os professores é importante para que a criança se sinta apoiada e motivada. Não participe do cotidiano escolar somente quando ocorrer um problema, muito pelo contrário, saiba como ajudar os(as) filhos(as) na escola justamente para evitar as dificuldades.

E você, quais técnicas usa para incentivar seus(suas) filhos(as)? Tem alguma dica que não foi abordada no texto? Em caso afirmativo, deixe um comentário nesta publicação e colabore, pois, dessa forma, auxiliará outros pais e responsáveis que, assim como você, querem ajudar os filhos com as atividades escolares.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.