como estimular a criatividade

8 dicas incríveis sobre como estimular a criatividade dos filhos

Se você convive com uma criança, sugerimos que faça um exercício. Pare tudo o que estiver fazendo e a observe brincar por cerca de meia hora. É incrível como os pequenos têm a habilidade de pegar qualquer objeto, até mesmo os mais “sem graça”, e transformá-los em personagens de uma narrativa interessante e divertida.

Isso acontece graças a uma característica primordial: a criatividade. No entanto, essa competência deve ser estimulada para que não seja consideravelmente diminuída no dia a dia das crianças e, claro, dos adolescentes e futuros adultos. 

E então, como estimular a criatividade dessa galerinha? Continue a leitura, confira dicas importantes e saiba mais sobre a relevância dessa habilidade para o desenvolvimento infantil. Vamos lá?

O que é a criatividade?

É difícil determinar o que é a criatividade. Ao longo da história, muitos pensadores e estudiosos tentaram definir esse termo e trouxeram diferentes visões sobre o mesmo assunto.

De modo simplificado, criatividade é a capacidade de criar. Ou seja: é a habilidade de pegarmos algo — seja um objeto, um símbolo ou uma ideia abstrata — e o transformarmos em outra coisa, física ou imaginativa. 

A criatividade foi um ponto crucial no desenvolvimento de tecnologias, descobrimento de tratamentos e vários avanços científicos e tecnológicos que permitiram a evolução da humanidade.

Essa é uma característica inata das crianças?

Claro que não! Ainda que as crianças sejam muito criativas, a criatividade é algo que precisa ser trabalhado e estimulado ao longo de toda a vida dos pequenos. 

Quais são os vilões da criatividade?

Sabendo que a criatividade deve ser estimulada, ficamos com a dúvida: quais são os pontos responsáveis por limitar o desenvolvimento dessa característica?

A principal resposta é: a falta de estímulos. Pense em uma criança como uma folha em branco. Ao nascermos, não temos ideia de como o mundo funciona, portanto, uma limitação muito grande para a imaginação.

Por isso, precisamos de repertório e conhecimento para que a nossa imaginação possa voar longe e, assim, coisas serem criadas. 

Sendo assim, alguns dos fatores que contribuem para a falta de estímulo são:

  • limitação de experiências;
  • muito tempo em frente às telas (lembrando que a tecnologia é super benéfica, mas não deve ser a única fonte de distração para os pequenos);
  • falta de participação da família no processo de criação.

Para que uma criança seja criativa, é preciso que os responsáveis sejam engajados nesse processo, fornecendo os meios para que essa habilidade seja desenvolvida. A seguir, falaremos mais sobre isso!

Como estimular a criatividade na infância?

Agora, veremos as dicas para que o(a) seu(sua) filho(a) não fique para trás quando o assunto é ser criativo, imaginativo e curioso. Vamos lá?

Ofereça atividades lúdicas

Uma das melhores oportunidades de desenvolver a criatividade da criançada é, sem dúvidas, oferecer atividades lúdicas para ocupar o seu tempo livre. Bons exemplos são massinhas de modelar, kits de pintura, papéis e lápis coloridos, blocos de montar, entre outros. São itens simples, mas que promovem a imaginação de forma única!

Crie desafios para favorecer a exploração

Criar pequenos desafios também é uma maneira bem divertida de explorar a imaginação e a criatividade da criançada. Pense em fazer, por exemplo, uma caça ao tesouro com tarefas que envolvam desenhar algo, criar uma história ou seguir uma linha de raciocínio para encontrar novas dicas. Jogos de mímica e gincanas em família também são bem divertidos!

Incentive as suas aspirações

Todos gostamos de alguma coisa, seja pintar, escrever, cantar, dançar etc. Certamente, o(a) seu(sua) filho(a) também tem uma aspiração. Descubram mais sobre ela juntos e sempre o(a) incentive a trabalhar essa questão. Esse passo pode ser feito em parceria com o colégio, especialmente caso a sua grade conte com atividades extracurriculares variadas.

Estimule o hábito da leitura

Ler é algo que nos leva para diferentes países e até mesmo mundos. É uma atividade que nos permite conhecer novas culturas sem sair de casa. Então, abra essa porta para as crianças estimulando o hábito da leitura. No começo, ler com eles é uma boa pedida. À medida em que crescem, forneça os materiais e o espaço necessário para que eles possam seguir sozinhos.

Traga experiências diferentes

Para que a criatividade fique mais “palpável”, uma boa dica é trazer novas experiências para que os pequenos possam se inspirar. E não há a necessidade de gastar muito para isso. Passeios gratuitos para parques, praias, museus e locais diferentes são mais do que o suficiente para que o(a) pequeno(a) tenha acesso a novos materiais para imaginação.

Valorize a curiosidade

Outra dica importante é: nunca mine a curiosidade de uma criança. Para que ele(a) possa ser criativo(a), é fundamental que seja também curioso(a). Estimule o questionamento, respondendo as perguntas feitas. Quando não souber a resposta, busquem a solução juntos. Dê o exemplo e mostre que a sede pelo aprendizado também é algo que vive dentro de você!

Estimule o pensamento crítico

A criatividade também faz parte de um processo chamado de pensamento crítico, que se refere à capacidade que temos de pensar “por nós mesmos” e chegar em nossas próprias conclusões e opiniões. Esse é um ponto que deve ser desenvolvido desde cedo entre as crianças, que precisam ter a liberdade para expor suas ideias.

Não imponha a sua forma de pensar

Com isso, chegamos à nossa última dica, que tem tudo a ver com o pensamento crítico. Não tente impor as suas opiniões antes de a criança expor o que ela acredita. Sempre pergunte o que os pequenos acham, quais são as percepções deles sobre um determinado assunto e respeite esses posicionamentos. Atue como um guia, ensinando-o a ser tolerante e a ter autonomia.

Gostou de saber como estimular a criatividade? Agora, é hora de colocar as mãos na massa e implementar as dicas em seu dia a dia! Lembrando que a participação dos responsáveis e da escola é fundamental em todo esse processo. Sendo assim, faça a sua parte e escolha, também, uma instituição de ensino engajada em atividades variadas.

Conhece alguma outra forma de estimular a criatividade infantil? Então, conte para a gente nos comentários aqui embaixo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.