estudar em casa

  Como estudar em casa? Veja 7 formas de ajudar seus filhos

Como estudar em casa em tempo de quarentena? O mundo inteiro teve que se adaptar ao isolamento social devido à pandemia da COVID-19. Lojas e shoppings fecharam, aulas estão sendo realizadas pela internet e todo o mundo está mobilizado para diminuir a propagação da doença.

Mesmo que as aulas estejam sendo oferecidas no meio online, os pais sentem muita dificuldade em auxiliar os filhos para se dedicarem e se concentrarem em casa da mesma maneira como faziam na escola.

De fato, é compreensível que essa transição não seja simples, mas, com algumas dicas, você verá que estudar em casa não é tão complicado assim. Confira!

A importância dos pais no estudo dos filhos

A participação da família no cotidiano escolar é fundamental em qualquer caso. Contudo, em momentos como o atual, esse é o diferencial para que a criança ou o adolescente continue progredindo mesmo com os estudos sendo realizados em casa.

Para a criança, estar em casa significa que ela não precisa ir à escola e, consequentemente, não necessita estudar. Por isso, os pais devem conversar com os filhos e explicar a realidade, aprimorando seu desenvolvimento emocional.

Ficar em casa é uma necessidade maior capaz de proteger toda a população, mas a criança deve estar ciente de que todas as obrigações curriculares continuam existindo e que haverá momentos de estudo e de diversão. Portanto, esse período não deve ser encarado como férias ou folga.

Se antes os pais se preocupavam apenas com a execução dos deveres de casa e o andamento dos estudos, agora, eles são responsáveis pelas tarefas diárias e a organização escolar. Assim, é preciso muito planejamento e paciência para que essa tarefa funcione.

7 dicas de como estudar em casa para ajudar seu(a) filho(a)

Uma rotina de estudos em casa só funciona com a participação conjunta entre pais e filhos. Afinal, agora a sua casa é a escola e eles precisarão entender isso com maturidade para que consigam aprender mesmo com o ensino a distância.

Assim, é importante que os responsáveis definam um período de início e fim dos estudos. Já as crianças devem vestir o uniforme, de modo a compreender que aquele momento é reservado apenas para a aula.

1. Evite distrações

O primeiro passo é definir um local adequado e evitar distrações. Também é importante falar com os outros integrantes da família que, naquele período, seu(sua) filho(a) terá aula online ou fará lição, portanto não deve ser chamado(a).

Se possível, as atividades devem ser realizadas longe de celular, videogames ou brinquedos que podem distrair as crianças e os jovens. Além disso, é importante que os pais supervisionem para conferir se os filhos estão concentrados e se realmente absorveram as informações.

2. Tenha um espaço reservado para o estudo

Ao separar um local adequado para o estudo, o(a) jovem poderá organizar a mesa e o espaço com tudo de que ele(a) vai precisar. Cadernos, livros e lições podem ficar divididas conforme a necessidade do uso.

Se a sua casa tiver um escritório ou uma sala com uma boa mesa, reserve esse espaço para ser o ambiente de aula de seu(sua) filho(a). Isso já será uma forma de construir uma rotina e um hábito nesse período.

3. Siga uma programação de estudo

As crianças precisam seguir uma programação de estudo para garantir que o aprendizado seja completo. Você pode utilizar a grade curricular da escola e dividir as matérias e o tempo de cada uma.

Também é importante separar um tempo dedicado à leitura e para aulas online, execução de exercícios e um tempo livre. Afinal, na escola os alunos têm aulas de educação física, artes, música e recreio para intercalar as matérias.

4. Utilize o método pomodoro

A técnica pomodoro é uma boa forma de gerenciar o tempo de estudo dos jovens. Esse método divide o fluxo de trabalho ou estudo em blocos de concentração intensa. O objetivo é melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco. Para colocar em prática, divida as tarefas que o(a) seu(sua) filho(a) deverá fazer naquele dia e separe em pequenos blocos de 25 minutos.

Explique para ele(a) que, durante aquele tempo, deverá estudar ininterruptamente. Não poderá parar para conversar, ir ao banheiro ou fazer outra atividade. Quando o tempo finalizar, a criança pode realizar um intervalo de 5 minutos e recomeçar os estudos. A cada uma hora, o tempo de descanso deve ser maior, entre 15 e 30 minutos.

5. Verifique as aulas disponíveis online

Para acompanhar as atividades propostas pela escola, é importante verificar a área de estudo do aluno e as aulas disponíveis na plataforma online. Os professores estão adequando a grade curricular a cada turma. Por isso, siga a orientação sugerida de modo que o estudo não seja defasado ou a criança fique perdida quando as aulas presenciais retornarem.

6. Faça exercícios e deveres de casa

Como falamos acima, agora o seu lar é a escola de seu(sua) filho(a). Entretanto, isso não significa que os exercícios e os deveres de casa não precisam mais serem feitos. Se a aula dele(a) é no turno da manhã, separe esse período para o estudo online.

Durante a tarde, ele(a) pode fazer outras atividades lúdicas; no início da noite, realizar os deveres de casa e os exercícios. Ademais, os resumos não podem ser deixados de lado, pois eles são os complementos das matérias e ajudam na fixação do aprendizado.

7. Monitore a evolução dos estudos

É muito importante que os pais estejam em contato com a escola e os professores nesse momento e verifiquem qual é a melhor forma de monitorar e evoluir nos estudos. Provas, atividades de pontuação e exercícios podem ser bons termômetros para avaliar se os jovens continuam aprendendo.

Como é um momento extremamente delicado e novo, cada criança pode reagir de forma diferente ao estudar em casa. Independentemente disso, os pais precisam monitorar a evolução dos estudos. Mesmo que ela não esteja indo bem, devem insistir e ajudar para que a rotina se mantenha e seu(sua) filho(a) crie o hábito de estudar nesse novo cenário.

Como preparar o ambiente de estudos perfeito?

Para finalizar, que tal conferirmos algumas dicas de como construir o local ideal para que o(a) seu(sua) filho(a) possa estudar durante a quarentena? Afinal, já falamos sobre a importância desse cuidado. Agora é hora de colocá-lo em prática!

Selecione um cômodo exclusivo para isso

A primeira dica que damos é a de selecionar um cômodo que seja dedicado exclusivamente para os estudos. Mas calma aí! Isso não quer dizer que você precise transformar todo um ambiente em uma sala de estudos.

A recomendação é retirar, se possível, a criança de seu próprio quarto. Este é um local repleto de estímulos e com muitas distrações. Tente, por exemplo, fazer o seu cantinho de estudos no quarto dos pais. Lá, ele se concentrará muito mais e melhor!

Escolha um local mais silencioso

Outra coisa que não pode faltar no ambiente de estudos da criança é o silêncio. Evite escolher locais que tenham um grande fluxo de pessoas, portas abrindo o tempo todo, barulho de panelas etc. Tudo isso contribui para a perda da concentração.

Esteja presente, mas sem atrapalhar

É importante que o cômodo escolhido seja de fácil acesso a você, mas tenha em mente que idas e vindas ao ambiente de estudos é algo que pode atrapalhar bastante. Sendo assim, solicite que a criança peça ajuda caso precise.

Priorize sempre o conforto físico e visual

Estudar estando desconfortável é algo impossível. Sendo assim, priorize uma cadeira de boa qualidade, uma mesinha na altura adequada de seu(sua) filho(a) e, claro, uma iluminação adequada. É importante que ela não seja extremamente clara e nem ineficaz em seu propósito.

Tenha atenção com a limpeza

Estudar em um ambiente sujo não dá, né? Por isso, é primordial que o cuidado com a limpeza e a organização seja redobrado no ambiente de estudos da criançada. Você pode, inclusive, pedir que ele(a) colabore deixando tudo organizadinho quando terminar.

Personalize o ambiente com a ajuda de seu(sua) filho(a)

Que tal deixar o cantinho de estudos com a cara do(a) seu(sua) filho(a)? Essa é uma ótima maneira de fazer com que ele(a) se torne mais interessado(a) nos estudos e se sinta acomodado(a) naquele lugar. É uma adaptação simples, mas que pode fazer toda a diferença no desempenho dos jovens!

Leve a opinião dele(a) em consideração

Além de opinar na decoração do local, o(a) jovem deve ter voz ativa também em outras questões. Peça orientação a ele(a) sobre todos os passos acima citados e mostre que ele(a) tem autonomia para escolher. Assim, os estudos não serão vistos como uma obrigação!

Deixe tudo de que ele(a) precisa sempre à mão

Canetas, lápis, borrachas, apontadores… É fundamental que tudo isso esteja bem posicionado e próximo à criança para quando ela precisar dos itens para estudar. Essa é uma tática que ajuda muito na hora de evitar a procrastinação.

Outra dica que pode ajudar nos estudos é fazer um mural na parede à frente na mesa de estudos. Nele, a criança poderá adicionar post-its com fórmulas, fotos de pessoas que ama, e muito mais, contribuindo para a motivação, decoração e otimização do aprendizado!

Portanto, percebemos como estudar em casa pode ser desafiador. Mas, com muito estímulo e paciência, seus filhos vão se adequando a essa nova situação. Além disso, os pais devem elogiar cada conquista da criança ou adolescente e permitir que brinquem e descansem nas horas de distração.

Gostou do nosso texto? Ficou com alguma dúvida e precisa de uma ajudinha extra? Então, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe quando preferir!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.