cronograma de estudos

Como ajudar o(a) seu(sua) filho(a) a montar cronograma de estudos na quarentena?

Um dos pilares do sucesso acadêmico é a organização. Por isso, saber ajudar o(a) seu(sua) filho(a) a montar um cronograma de estudos na quarentena é algo que não pode passar batido em um período tão atípico como o que estamos vivendo no momento desta publicação.

Ainda assim, as dicas e informações aqui passadas serão úteis de maneira contínua, sem um prazo de validade. Elas podem ser aplicadas em outros contextos além da pandemia de Covid-19, como férias e, até mesmo, o período letivo comum. Afinal, um bom cronograma de estudos nunca deixa de ser necessário.

A seguir, então, veremos algumas sugestões interessantes para a construção de um bom plano de estudos. Além disso, falaremos também sobre a importância dessa estratégia para a educação remota e presencial, de modo que você possa entender os motivos para não deixar a organização de lado. Boa leitura!

Qual é a importância do cronograma de estudos?

O cronograma de estudos é algo muito importante para a vida do(a) estudante não só em momentos atípicos, como é o caso da pandemia que vivemos atualmente. Ele também auxilia na organização dos dados pelo(a) aluno(a) e facilita a supervisão pelos responsáveis e, claro, pelo colégio.

Além disso, o cronograma permite maior controle e autonomia por parte do(a) jovem, fazendo com que perdas de prazos e problemas com o desempenho escolar se tornem cada vez mais raros.

Por que ele é fundamental durante a quarentena?

Durante a quarentena, muitas coisas aconteceram. Algumas delas envolvem o medo do desconhecido, a ansiedade com a nova situação e a mudança abrupta na rotina dos estudantes. Em poucos dias, o ensino deixou de ser presencial e passou a ser de uma maneira completamente nova para muitos alunos.

Nesse contexto, o cronograma é essencial para evitar que o(a) aluno(a) se perca em meio às atividades. Ele ajuda, também, a garantir uma estabilidade nas notas e faz com que a gestão de tempo seja otimizada — permitindo que seu(sua) filho(a) possa tirar as dúvidas com os professores e saná-las de maneira adequada antes de passar para o próximo tópico.

E nas aulas normais? É preciso continuar?

Como mencionamos no início de nossa conversa, a preocupação com os cronogramas de estudo devem continuar mesmo após o fim da pandemia. Afinal, eles trazem uma série de benefícios para o dia a dia dos estudantes.

Portanto, o cronograma também deve estar presente nas aulas presenciais. Separar um tempo para rever os conteúdos vistos em classe, realizar exercícios e fazer revisões periódicas do bimestre (ou semestre) é parte fundamental do preparo não só em relação às provas finais, mas aos vestibulares no futuro.

Como ajudar seus filhos a montar um cronograma de estudos na quarentena?

Agora, veremos algumas dicas práticas que simplificarão a elaboração do cronograma de estudos. Confira!

Divida toda a rotina

O primeiro passo para o estabelecimento de um cronograma realmente eficaz é a separação da rotina em pequenos tópicos. Portanto, pegue todas as atividades da criança ao longo da semana e as anote em um papel.

Depois, chegou o momento de separá-las. A quarentena é um período diferente, mas essa tática também pode ser aplicada em um cotidiano “comum”. Separe-as por dias da semana e horários. Assim, será possível passar para a próxima etapa.

Estabeleça dias e horários fixos para os estudos

Agora, chegou o momento de decidir quantas horas por dia — e quais delas — serão dedicadas aos estudos. Com as lacunas devidamente preenchidas na rotina, encaixar os horários para a realização das atividades é muito mais simples.

Aqui, tente conciliar esses momentos com as aulas digitais, caso elas existam. Depois, separe os períodos para a resolução de exercícios, revisões e outros tipos de atividades que possam ser necessárias.

Defina graus de prioridade

Na hora de criar o cronograma de estudos de seu(sua) filho(a), é importante não deixar de estabelecer graus de prioridade nas matérias vistas. É comum que queiramos passar mais tempo estudando aquilo que nos agrada, mas a maior parte do tempo deve ser dedicada aos conteúdos que temos dificuldades.

Por isso, tente intercalar as matérias que a criança tem mais dificuldade (em maior tempo) com aquelas com as quais ela tem uma afinidade maior (em menor tempo). Dessa forma, cria-se um balanço e evitam-se frustrações e desânimos na hora de estudar em casa.

Organize as disciplinas de acordo com a grade curricular

Outra dica que pode funcionar bastante é combinar o cronograma de estudos em casa com a grade curricular do(a) estudante na escola — ou nas atividades a distância. Exemplo: a criança teve aula de matemática naquele dia? Então, dedicar o período de estudos para essa matéria é interessante.

Essa prática ajuda a conciliar o ritmo dos estudos com o que está sendo passado pelos professores e auxilia, também, na manutenção de uma sensação de “normalidade”. Ademais, será algo que ajudará bastante no retorno às aulas presenciais, fazendo com o que o(a) estudante já esteja adaptado(a) à sua rotina.

Use métodos de produtividade

A fim de estimular o(a) seu(sua) filho(a), é possível fazer uso de métodos que aumentem a produtividade e tornem o ato de estudar ainda mais divertido. Eles podem, inclusive, ser utilizados com a ajuda da tecnologia, como em aplicativos para smartphones.

Bons exemplos são o método Pomodoro ou a utilização de flashcards e mapas mentais. Além disso, a gamificação (parte da educação interativa) também é uma ótima alternativa. O uso de jogos, como o da memória, podem otimizar o aprendizado e divertir simultaneamente. Sem falar que essas atividades tornam os pais ainda mais presentes e transformam a hora dos estudos em um momento em família.

Agora que você já sabe como ajudar os filhos a montar um cronograma de estudos na quarentena — e em qualquer outro período —, não perca mais tempo. Comece a organização quanto antes e observe, em breve, os resultados positivos que esse tipo de estratégia trará para a vida de estudante de seu(sua) filho(a).

Se quiser saber ainda mais sobre o tema, confira nosso artigo sobre organização para crianças e aprenda como ensinar noções básicas, mas importantes, sobre o assunto para essa turminha. Boa leitura!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.