educação integral

Qual o papel da família na formação integral dos filhos?

Criar um(a) filho(a) e prepará-lo(a) para conviver em sociedade não é tarefa fácil. Educar e acompanhar o desenvolvimento das crianças é fundamental para que esse indivíduo se torne uma pessoa preparada no futuro. Para que isso aconteça, os pais devem prezar por uma educação integral, buscando uma parceria com a escola, a fim de desenvolver valores importantes nas crianças e adolescentes.

Buscar uma instituição que preze pela formação integral é importante, mas é preciso que o trabalho de atenção e acompanhamento seja extensivo à casa do(a) aluno(a). Mesmo que o(a) estudante passe a maior parte do seu dia dentro da escola, a participação da família é imprescindível para a melhora do desempenho escolar.

É preciso, ainda, que os pais compreendam que a função principal da escola é transmitir conteúdos enquanto a família deve ensinar valores. É certo que uma boa instituição vai além dessa separação de funções, mas é preciso que os tutores entendam sua responsabilidade no processo, para que o colégio não fique sobrecarregado com o trabalho de educar e de ensinar.

Para entender melhor sobre esse papel e como auxiliar na formação dos filhos, continue lendo este conteúdo.

Qual a importância do acompanhamento da família na formação integral?

Como o próprio termo indica, a formação integral necessita do trabalho complementar de diversos atores sociais. Os alunos, os professores e a família fazem parte de uma única equação, que tem como resultado pretendido o desenvolvimento humano e escolar do(a) estudante. Para isso, a família deve colaborar com a escola, procurando entender os métodos utilizados e quais os momentos necessários da sua presença.

Ao trazer os pais para perto dos estudos dos filhos, é possível garantir uma maior qualidade e efetividade das ações, pois as crianças perceberão a importância que elas têm naquele círculo e como essa participação também é importante para os tutores e para a escola. Ao se sentirem seguros e valorizados, os(as) jovens serão mais participativos(as), se doarão mais para as atividades e ficarão mais dedicados(as) com os trabalhos propostos pelos professores.

Portanto, educadores e pais devem se enxergar como parceiros e cada ator deve compreender suas funções. A escola tem o dever de ensinar e, por isso, desenvolve atividades e aulas focadas para esse fim. Já os pais devem auxiliar com tarefas de casa, participar das reuniões escolares e se envolver com os filhos para fomentar o desenvolvimento cidadão do(a) aluno(a), transmitindo ensinamentos e valores que vão além das matérias ensinadas nas salas de aula.

Como ajudar nessa formação?

Se você está lendo este texto, certamente, já entendeu a importância da presença da família na educação escolar. O melhor caminho para ajudar nessa formação é criar laços com a escola e com os filhos para ficar ciente sobre tudo que acontece. Veja algumas maneiras de fortalecer esses laços:

Participe das reuniões

A presença nos encontros escolares é uma das principais maneiras de ficar inteirado de tudo que acontece no ambiente. Mesmo que os pais tenham uma relação constante de conversa com os orientadores e professores, é importante participar das reuniões periódicas para compreender as propostas globais da escola e dos educadores no desenvolvimento dos alunos.

É nesse momento que os pais poderão tirar dúvidas sobre seus filhos e, ao mesmo tempo, os professores poderão ser francos e falar sobre as atividades desenvolvidas e o resultado dos estudantes.

Procure por escolas que incentivem o engajamento familiar

Conhecer e optar por escolas que incentivem a formação integral e o engajamento familiar é fundamental. A instituição também precisa realizar esforços para reforçar a ideia de compartilhamento de responsabilidades. Uma escola omissa nesse aspecto prejudicará a transparência e a comunicação, diminuindo a confiança dos pais em relação ao trabalho realizado.

Bons colégios buscam incluir os pais nas atividades desenvolvidas, oferecem reuniões, feiras e eventos para que eles possam frequentar a escola com os filhos e criar momentos de integração entre professores e familiares. Esses elos ultrapassam o ambiente escolar, transformando a vida do(a) jovem em um contínuo aprendizado, independentemente da presença em sala de aula.

Converse sempre com seus filhos sobre o desenvolvimento escolar

Mesmo estreitando os laços com a escola, ninguém melhor que o(a) seu(sua) filho(a) para falar sobre o progresso escolar e como a instituição e professores têm ajudado nisso. É importante que os pais sempre conversem com os filhos, mesmo que seja durante a ida ou a volta da escola, sobre as atividades escolares, desempenho dos professores e colegas de classe.

Se o(a) filho(a) tecer críticas contra a escola, algum educador ou colega de classe, antes de reclamar ou julgar, procure entender o motivo da reclamação e converse com os professores para saber sobre o problema.

As crianças e adolescentes podem se tornar agressivos e rebeldes quando confrontados ou quando recebem um não. Mas os pais não podem proteger o filho nessas situações e ir contra os ensinamentos propostos pela escola.

Como as atitudes dos pais podem interferir na formação dos filhos?

Os pais são espelhos para os seus filhos. Por isso, toda atitude realizada por eles têm um reflexo na vida das crianças. Principalmente na infância, os tutores têm um papel central na formação de valores e caráter dos pequenos. Se sua família tem uma rotina corrida, com pouca conversa e interação e nenhum momento de leitura e compartilhamento de atividades, é difícil que o(a) jovem desenvolva isso de forma natural e espontânea em sua vida.

Em contrapartida, há pais superprotetores que interferem na vida dos filhos de forma negativa. Escolher uma boa escola, mas não dosar esses tipos de atitudes também compromete o desenvolvimento das crianças em sua formação.

Portanto, para que haja um trabalho focado na formação do(a) aluno(a), os pais devem procurar uma escola que tenha os mesmos valores que os da família e que esteja alinhada com as necessidades que os pais identificam na educação dos filhos. A educação integral é uma metodologia rica para os alunos, mas que requer esforço e empenho de pais e educadores.

Gostou do nosso conteúdo? Quer continuar aprendendo? Então, leia este outro post e entenda mais sobre os desafios da pré-adolescência!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.