Entenda a importância da boa experiência em sala de aula para os alunos

Entenda a importância da boa experiência em sala de aula para os alunos

A escola é um espaço de conhecimento, interação e troca de informações. Contudo, sem uma boa experiência em sala de aula, os ensinamentos não são transmitidos em sua plenitude, e o(a) aluno(a) pode ficar desmotivado(a).

O papel do colégio e dos professores é buscar resultados eficientes e meios de criar momentos mais consistentes no aprendizado. Por isso, é preciso procurar locais que valorizem essa experiência e que transformem a forma de ensinar.

Para entender melhor, continue lendo este conteúdo.

Benefícios em oferecer boas experiências aos alunos

O conceito de experiência está relacionado às memórias, percepções e vivências de um indivíduo, tanto na vida pessoal quanto na profissional. Por isso, as experiências vividas pelos alunos dentro de uma sala de aula estão diretamente ligadas a todas as vivências do professor.

As metodologias de educação vêm se transformando ao longo do tempo. Se, no passado, as aulas eram monótonas e os conteúdos eram passados de forma massiva em um quadro de giz, hoje, a interatividade e o uso da tecnologia são fatores agregadores na hora de escolher um colégio para os filhos.

As escolas que buscam essa mudança têm promovido atividades lúdicas e experiências únicas para transmitir o conhecimento. Isso significa que os alunos têm ficado cada vez menos parados em salas de aula e cada vez mais visitam museus, realizam experiências em laboratórios e colocam em prática os conhecimentos aprendidos na teoria.

Além das mudanças que ocorrem na rotina das escolas e na maneira que professores ministram as aulas, é importante ressaltar que a boa experiência está intrinsecamente ligada à autonomia do aluno no processo de ensino-aprendizagem. Esse é um dos pilares do fortalecimento de uma educação de qualidade.

5 atividades que promovem uma boa experiência em sala de aula

A escola deve promover ações que busquem aumentar a experiência dentro das salas de aula e incentivar os professores a inovar no ensino. Veja algumas atividades:

1. Utilizar a tecnologia

A tecnologia é uma ferramenta aproximativa entre os professores e alunos. Muitos pais ainda ficam receosos com o uso dela nas salas de aula, porém é preciso reconhecer que a forma de absorver conteúdo mudou. A tecnologia e os dispositivos eletrônicos já fazem parte da rotina das crianças e adolescentes na hora do lazer, por que não inseri-los também na hora de aprender?

Com os avanços tecnológicos, é possível ensinar matérias complexas e cansativas de forma mais fácil e rápida. Por exemplo, em aulas de física, é possível reproduzir a galáxia em 3D e explicar as leis de movimentação e rotação dos planetas. Além disso, assuntos nunca antes abordados começam a permear as aulas, como programação e tecnologia da informação, que estão associadas ao desenvolvimento do raciocínio lógico.

Os dispositivos móveis e as redes sociais também podem fazer parte das aulas trazendo assuntos importantes, como cyberbullying, perigos na internet e limites de uso para a realidade dos alunos.

2. Investir em atividades lúdicas e interativas

Ao investir em atividades lúdicas e interativas, o(a) aluno(a) é convidado(a) a sair da sua zona de conforto e se desafiar em novas atividades. No caso das atividades lúdicas, os jovens têm a possibilidade de aprender na prática — por exemplo, quando as aulas de química são ministradas em laboratórios ou quando aulas de histórias são realizadas em museus.

Além disso, no caso das aulas interativas, existem diversos aplicativos e jogos que foram criados para o desenvolvimento dos alunos dentro da sala de aula. Eles podem ser integrados a várias plataformas, como computadores, tablets e celulares.

Esse tipo de atividade gera um interesse natural, pois sua interface gamificada e os desafios criados estimulam os alunos a uma nova experiência. Essas atividades transformam o ambiente e deixam mais leve o ato de ir para a aula e de aprender pela perspectiva dos alunos.

3. Dar protagonismo e autonomia aos estudantes

Há metodologias na educação que prezam pelo protagonismo e autonomia dos alunos. Essa forma de deixar que as crianças e adolescentes ditem o ritmo das atividades facilita o compartilhamento de novas experiências.

A partir do momento em que a dinâmica da sala de aula se inverte, os alunos ganham a responsabilidade de gerir e indicar o próprio conhecimento. Isso faz com que eles se tornem mais críticos, dialoguem com os professores de igual para igual e se sintam livres para sugerir mudanças e melhorias.

4. Reconfigurar espaços

O método tradicional de ensino sempre foi o de alunos sentados nas cadeiras e de professores em pé dando aula. Entretanto, para criar boas experiências, é preciso reconfigurar espaços e trazer novas funcionalidades a cada indivíduo. Além de propor aulas em grupo e a troca de informações entre os alunos, a sala de aula invertida pode ser um caminho para aumentar a absorção do conteúdo e o engajamento dos estudantes.

Se antes era difícil fazer com que os alunos prestassem atenção às aulas, quando eles passam para o lugar do professor e precisam pesquisar, criar e explicar o conteúdo para seus colegas, a atenção e o comprometimento mudam.

5. Criar espaços colaborativos

As experiências com os espaços colaborativos já tomaram conta do mercado de trabalho, e, com essas mudanças, a escola não deve ficar atrás. Antes, a formação era focada na capacidade do indivíduo de desenvolver apenas uma função de forma mecânica. Atualmente, é exigido do(a) aluno(a), e futuramente do(a) profissional, que ele(a) seja capaz de se adaptar a espaços e situações.

Assim, escolas que criam espaços colaborativos, como centros de vivências, bibliotecas e gincanas com diversas séries em conjunto, fomentam a capacidade de entrosamento dos indivíduos e transformam a maneira de ensinar.

Dessa forma, podemos perceber que avaliar previamente se o colégio oferece boas experiências dentro da sala de aula é primordial para o desenvolvimento do(a) aluno(a). Entretanto, é importante ressaltar que nenhuma dessas atividades funciona se não for realizada de maneira integrativa entre pais, alunos, professores e funcionários.

Se você está à procura de uma instituição que preze pela experiência em sala de aula, vivências interdisciplinares e qualidade de ensino, o colégio Academia é o local certo. Entre em contato conosco e agende uma visita!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.