Gamificação na educação: o que é, vantagens e aplicação no contexto educacional

Gamificação na educação: o que é, vantagens e aplicação no contexto educacional

Gamification, ou gamificação, é uma técnica empregada, inicialmente, no marketing digital, que utiliza ideias e ações com mecanismos de jogos para incentivar um usuário a fazer algo. Como a técnica funciona em muitas áreas, a gamificação na educação começou a ser utilizada para estimular alunos no processo de aprendizagem.

Essa metodologia traz várias vantagens, como a superação do desinteresse dos estudantes, maior interação social, aulas mais dinâmicas, desenvolvimento da criatividade e de competências emocionais.

Quer saber mais sobre esse processo e suas vantagens? Continue lendo este post!

O que é a gamificação?

A gamificação consiste em usar estratégias e técnicas baseadas em design de games em outros contextos que não tenham relação direta com jogos. Essas ações visam melhorar o engajamento, produtividade e determinação dos jogadores, otimizando a concentração e o foco para a obtenção de metas e objetivos. Por meio dessa metodologia, é possível transformar rotinas e fazer com que os usuários se dediquem e sejam desafiados.

As situações de jogos conseguem engajar crianças e adolescentes durante horas. Pensando nisso, profissionais da área da educação encontraram nessa junção a saída para deixar as aulas mais leves e interessantes, sem perder a essência do conhecimento. A gamificação não precisa de um aparato tecnológico para acontecer, podendo ser inserida em competições na sala ou em dinâmicas de grupo.

Qual a importância desse processo para a educação?

Explorar a gamificação na educação é fundamental e pode se dar a partir de dinâmicas com missões, desafios ou recompensas. Na educação infantil, o professor pode criar um desafio de soletração e recompensar o(a) aluno(a) que conseguir soletrar a palavra mais difícil. Essas ações tornam as aulas mais dinâmicas, deixam a criança menos tímida e mais autônoma, transformam o aprendizado em algo lúdico e promovem a curiosidade e motivação.

A importância da gamificação vai além dos benefícios individuais. Ao transformar atividades diárias em processos de jogos, é possível encontrar soluções para problemas mundiais, como a fome e o desmatamento.

Nesse contexto, o papel do professor é semelhante ao de um designer de jogos, pois ele buscará maneiras de fazer com que o(a) aluno(a) se interesse pelo jogo que ele(a) mais queira jogar e que se esforce para obter a recompensa final, mesmo que ela seja apenas a de reconhecimento de ganhador(a).

Vantagens do uso da gamificação na educação

A gamificação trabalha uma série de fatores para o indivíduo e, se bem aplicada, pode transformar os alunos. Confira algumas vantagens:

Estimula a persistência e resiliência dos estudantes

Os jogos são criados para estabelecer desafios. Se eles fossem fáceis, não gerariam interesse. Por isso, quando uma atividade é bem criada e engaja o(a) aluno(a), ele(a) será estimulado(a) a continuar mesmo que esteja perdendo.

A metodologia faz com que o(a) estudante trabalhe a persistência, ou seja, não desista no primeiro obstáculo, bem como melhora a resiliência, que é a capacidade de se adequar e se adaptar às situações. Assim, o cérebro será desenvolvido por meio da observação, tentativa e erro. Portanto, ao jogar repetidas vezes, há a chance de testar novas opções e aprender com as falhas.

Essa técnica pode ser utilizada em matérias consideradas mais difíceis por muitos alunos, como matemática, física e química. A partir do momento em que a criança entende o propósito do jogo, ela não se sentirá desmotivada e conseguirá absorver o conhecimento técnico por trás da atividade lúdica.

Melhora a capacidade de foco

Com o avanço da tecnologia, manter o foco em uma única atividade é desafio para muitos adultos e também para crianças e adolescentes. Essa sobrecarga de informações e o “multitarefismo” fazem com que a capacidade de foco diminua, o que impacta diretamente a qualidade da aula, por exemplo.

Ao aplicar técnicas de gamificação, o(a) aluno(a) se manterá focado(a) por um tempo determinado em uma única atividade. Com o avanço das fases ou níveis, a tendência é que o jogo se torne mais difícil, exigindo mais atenção e comprometimento do(a) jogador(a).

Proporciona novos modelos de aprendizagem

A gamificação é uma novidade para os alunos e uma nova forma de transferir conteúdo. Com isso, os alunos buscam desvendar novas informações e entender o sistema do jogo para ganhar mais facilmente ou se destacar perante os outros. Os jogos também têm tempo e limites de tentativas, e isso faz com que a criança se adapte à situação e desenvolva novos tipos de raciocínio para chegar ao êxito.

Auxilia na superação

Os jogos também trabalham a capacidade de superação dos alunos. Quando as pessoas são desafiadas, elas dão o máximo de si e usam todas as habilidades disponíveis para solucionar o problema no menor tempo possível. Esse empenho já faz com que cada vitória seja prazerosa.

Além disso, quando os alunos se sentem limitados em alguma fase e conseguem ultrapassá-la, a sensação de vitória é ainda maior, pois a situação de sucesso contrariou todas as expectativas. Essa satisfação vivida com a gamificação também pode ser ampliada para a vida real e ajudar o(a) aluno(a) a se tornar mais confiante e determinado(a).

Dá voz aos jogadores

Essa metodologia é construída de forma coletiva. Por isso, todos os alunos têm a capacidade de se envolver no processo de aprendizado e contribuir com ideias e conhecimentos. Essa integração faz com que todos os criadores se sintam responsáveis e importantes na resolução daquele processo.

Ajuda a mensurar o desempenho

A gamificação também auxilia na mensuração do resultado das atividades. Se antes o professor precisava esperar a aplicação das provas e a correção para compreender os resultados dos alunos, com a gamificação, a resposta é imediata.

Assim, baseado nos resultados, o professor pode identificar em qual parte da matéria os alunos têm mais dificuldade e quais alunos merecem uma atenção especial. Essa resposta instantânea também ajuda o(a) próprio(a) aluno(a) a identificar suas falhas e dificuldades.

Podemos compreender que a gamificação na educação é uma importante ferramenta para o(a) estudante e uma ótima alternativa para os professores. Cabe aos pais entender a importância de integrar metodologias novas ao ensino e buscar um colégio que se preocupe com isso.

Se você está em busca de uma escola inovadora, transparente e experiente, o colégio Academia é a escolha certa. Entre em contato conosco e conheça nossa estrutura!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.