isolamento social

  Isolamento social: aprenda a lidar com essa situação na quarentena!

No momento atual de pandemia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o isolamento social como forma de evitar que a doença causada pelo coronavírus Sars-CoV-2 seja propagada.

No Brasil, muitos estados aderiram ao isolamento social e outros não. Atualmente, estados do Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro e Roraima estão em estado de emergência, pois já passam de 50% dos casos acima da incidência nacional.

Ainda sem vacina ou estudos conclusivos sobre os remédios disponíveis, a melhor forma de combater a doença é o distanciamento social e a diminuição de circulação de pessoas nas ruas. Entretanto, se, por um lado, essa ação é efetiva para conter a Covid-19, por outro traz novos desafios à população, que precisa se adaptar trabalhando de casa e ficando mais tempo com filhos e outros familiares.

Veja a seguir por que o isolamento social é importante e confira algumas dicas de como deixar esse momento mais tranquilo.

Por que o isolamento social é fundamental nesse momento?

A Covid-19 é uma doença causada por um vírus com grande capacidade de transmissão. Basta um aperto de mão ou um contato com gotículas de saliva por meio de tosse ou espirro que já há chances de se infectar.

Portanto, a melhor maneira de evitar a propagação é fechando comércios, bares e escolas e restringindo a movimentação da população nas cidades. Assim, o número de vetores do vírus diminui e a curva de crescimento de pacientes infectados se achata ao longo do tempo.

Se comparada com o número de pessoas que contraíram a doença, a taxa de letalidade da Covid-19 não é tão alta. O grande problema é que o sistema de saúde não comporta tantas pessoas ao mesmo tempo precisando do mesmo tipo de cuidado, como o uso dos respiradores mecânicos.

Por isso, o isolamento social é importante para distribuir os casos ao longo do tempo. Assim, o sistema de saúde não entra em colapso com o grande número de pessoas que necessitam de atendimento.

Qual é a melhor maneira de lidar com o isolamento social?

Com uma rotina cada vez mais corrida, é incomum ter todos os membros da família em casa ao mesmo tempo. Por isso, essa situação de isolamento social pode ser cansativa e desgastante. Esse novo cenário exige uma readequação de todos, principalmente das crianças e dos idosos.

As crianças sofrem, pois, além da mudança abrupta da rotina, elas não entendem muito bem o que está acontecendo, embora precisem continuar estudando em casa. Muitos idosos — que fazem parte do grupo de risco — se recusam a permanecer em isolamento social, gerando conflitos com filhos e familiares e deixando a situação mais tensa.

O mais importante é não banalizar o sentimento de nenhuma pessoa e tentar entender o que cada um está vivendo naquele momento. Novas rotinas precisarão ser criadas e todos devem ajudar. Confira algumas dicas práticas.

Estabeleça uma rotina para todos os membros da família

Devido à necessidade do isolamento social, é importante estabelecer uma nova rotina a todos os membros da família com horários definidos para acordar, lanchar e almoçar. No caso das crianças, a maioria das escolas já adaptou as aulas ao ambiente online. Por isso, organize o calendário de estudos dos seus filhos.

No caso dos responsáveis, muitos estão fazendo home office e é possível estabelecer uma rotina baseada nesses horários. Para quem mora com idosos, também é importante estabelecer novos hábitos.

Peça ajuda para realizarem tarefas dentro de casa, como adiantar o almoço, organizar a sala e supervisionar as crianças na hora do estudo e do lazer. Dessa forma, o dia de todos os integrantes estarão organizados e cada um fará a sua parte.

Tenha cuidado com fake news sobre a doença

É importante se manter informado e acompanhar o avanço da doença. Mas é preciso ter muito cuidado com as fake news. Nesse momento, muitas informações falsas têm surgido e isso pode trazer uma falsa esperança ou causar mais pânico nas pessoas. Por isso, sempre cheque as fontes de notícia e, caso tenha dúvidas da veracidade, não passe a diante.

Busque formas de se comunicar com os seus parentes

Para quem mora sozinho, o isolamento social pode ser um fator de ansiedade, medo e saudade. Assim, se você não mora com seus familiares, busque formas de se comunicar com eles. Você pode utilizar aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp ou fazer ligações em vídeo. Essa também é uma ótima forma das crianças matarem a saudade dos avós que moram longe e dos amigos de classe.

Faça exercícios físicos e pratique a boa alimentação

O isolamento social não deve ser uma desculpa para você se descuidar da saúde e da boa alimentação. Por isso, organize sua rotina e coloque nela a prática de exercícios físicos. Há vários sites e aplicativos disponíveis em que é possível montar um treino para toda a família. Além disso, tente manter uma alimentação balanceada com frutas e legumes e pegar um pouco de sol diariamente, para manutenção da vitamina D.

Não fique muito tempo vendo notícias sobre a doença

O excesso de notícias também pode nos deixar doentes. De fato, é importante se manter atualizado(a) e seguir as recomendações das autoridades. Mas também é preciso ter em mente que, embora o momento seja delicado e exija cuidado, há coisas boas acontecendo no mundo.

Por isso, limite o tempo diário em que você verá as notícias sobre a doença e depois faça coisas que deixam você feliz e animado(a). Pratique atividades com toda a família, brinque com os seus filhos, converse com os seus pais, leia um livro e veja um filme.

Portanto, neste momento, é importante cuidar da saúde mental de todos os integrantes da família e nos colocarmos no lugar do outro. O isolamento social é mais que necessário, mas precisamos ter em mente que estamos dentro de nossas casas para nos mantermos seguros. Assim, isso não deve ser encarado como uma prisão ou restrição, mas sim uma nova forma de viver a situação.

Se você gostou das nossas dicas, compartilhe esse conteúdo nas redes sociais e ajude outras famílias nesse momento!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.