Veja como avaliar a segurança na escola de seu(sua) filho(a)

Veja como avaliar a segurança na escola de seu(sua) filho(a)

“Será que ele(a) está seguro(a)?”. “Será que alguém estará presente caso ocorra alguma coisa com ele(a)?”. Saiba que isso não é paranoia, e sim questões que passam pela mente de muitos pais e responsáveis no momento de buscar um novo colégio.

Afinal, sabemos que, infelizmente, há diversos perigos em nossa sociedade. Por isso, é essencial verificar a segurança na escola, pois somente dessa forma os pais poderão trabalhar sabendo que seus filhos estarão em um lugar que não os põe em risco. Contudo, nem todos os colégios estão aptos a oferecer a tranquilidade necessária para os estudantes e seus familiares.

Isso ainda é um problema estrutural e que impacta diversas escolas em todas as regiões do Brasil. Justamente por isso, no momento de procurar uma instituição de ensino, é necessário observar alguns critérios importantes. Confira agora!

Critérios que devem ser levados em consideração quanto à segurança na escola

Se você está passando pelo momento de decidir em qual colégio matricular seu filho ou filha, a nossa recomendação é que leia este artigo até o final. Aqui, você encontrará as dicas necessárias para identificar se uma instituição de ensino realmente está qualificada para proporcionar segurança aos estudantes.

São inúmeros os fatores a serem considerados antes de matricular a criança ou adolescente em um ambiente de ensino adequado. Confira mais sobre o assunto a seguir!

Veja se há equipamentos adequados de segurança

A identificação da segurança no colégio envolve uma série de questões. No entanto, uma delas é essencial: os equipamentos adequados de segurança. Isso significa que os pais devem realizar uma visita à instituição para verificar se a mesma conta com câmeras de vigilância em lugares estratégicos, como portão de entrada/saída e pátio.

Além disso, também é preciso verificar se o colégio trabalha com profissionais qualificados para realizar a vigilância e a segurança dos alunos. Todos esses critérios são necessários para garantir que sempre haverá alguém cuidando do seu(sua) filho(a), ou seja, é uma forma eficiente para evitar furtos, assaltos e até sequestros.

Entenda como é o processo de entrada e saída dos alunos

Seguindo a linha de equipamentos de segurança, durante a visita, os pais devem analisar como funciona o processo de entrada e saída dos alunos. Se possível, peça para observar o momento de perto. É fundamental, como mencionado, que haja câmeras de vigilância e também algum profissional exercendo a função de fiscal.

Quando falamos da entrada e saída dos alunos do ensino infantil e/ou fundamental, há, ainda, outro critério que deve ser observado: é necessário que o profissional responsável pelo processo só autorize a saída dos alunos desses segmentos com a chegada de um responsável, que deve ser definido pelos familiares no momento da matrícula.

Esclareça suas dúvidas com os responsáveis da escola

Durante a visita ao colégio, os pais devem esclarecer qualquer dúvida em relação à segurança. Por isso, ao entrar em um ambiente — como sala de aula, laboratórios, quadras de esportes, teatro etc. —, verifique quais possíveis situações de insegurança os alunos podem enfrentar naquele espaço.

Questione o profissional encarregado pela visita quanto às propostas de segurança oferecidas pelo colégio caso ocorra alguma situação de emergência. Não tenha vergonha de parecer crítico, pois a visita é justamente o momento de análise. Uma boa escola, com toda certeza, estará preparada para esclarecer suas dúvidas.

Verifique se há um regulamento para prevenção de acidentes

Acidentes podem ocorrer em qualquer lugar. Nas escolas, isso não ocorre de outro modo. No entanto, a diferença é que as instituições precisam estar preparadas para evitar essas situações. Sendo assim, ao visitar uma escola, é importante que os familiares questionem se existe um regulamento para prevenção de acidentes.

O documento deve trazer projetos e dicas para que todos os profissionais que atuam no colégio estejam cientes dos possíveis acidentes e de como devem agir para evitá-los. Supondo que um aluno ou aluna esteja com febre, o regulamento pode definir que a melhor prática para lidar com isso é contatar imediatamente um familiar, para que o(a) estudante receba o devido tratamento médico.

Verifique a estrutura física da escola

Dependendo da faixa etária da criança ou adolescente, os pais devem verificar se a estrutura da escola é realmente adequada. Por exemplo, para crianças do ensino infantil, as salas de aulas estão equipadas corretamente e oferecem total segurança?

Há um responsável por levar e supervisionar a turma durante o recreio? Os pequenos têm um horário específico para o intervalo, ou seja, só fazem a refeição com crianças da mesma idade?

Em relação aos estudantes do ensino fundamental e médio, os professores fazem alguma supervisão nos laboratórios? A escola conta com extintores de incêndios ou portas de saída de emergência?

São questões que devem ser analisadas. Afinal, a escola precisa oferecer uma estrutura que gere segurança em todos os sentidos. Ou seja, não basta preocupar-se com segurança apenas contra situações externas, é necessário que a estrutura interna seja pensada para evitar problemas diversos. Com isso, os pais poderão deixar as crianças na escola com mais tranquilidade.

Priorize escolas com boa localização

Infelizmente, sabemos que alguns bairros podem ser mais perigosos que outros, com altos índices de assaltos e furtos. Nesse sentido, outra questão que deve ser observada é a localização da escola e seus arredores, para entender se o ambiente é, de fato, seguro para deixar a criança ou o adolescente.

Os pais devem priorizar escolas em bairros mais tranquilos e seguros. Uma forma eficiente de verificar isso é pesquisar no Google ou conversar com um responsável pelo colégio, para saber como é a região onde a instituição está localizada — por exemplo, se há boa infraestrutura, bom policiamento, câmeras de segurança, alarmes etc.

Analise se a escola oferece um plano de segurança para emergências

Mesmo com todos os esforços de prevenção sendo aplicados no ambiente de ensino, ainda é importante considerar as situações de emergência que podem ocorrer. Nesse caso, o colégio deve ter profissionais aptos e treinados, além de um plano de segurança para oferecer os primeiros socorros aos estudantes.

É essencial verificar, portanto, se o colégio conta com material adequado e colaboradores preparados para as emergências. Até porque, em questões de minutos, qualquer situação de risco pode colocar os alunos entre a vida e a morte. Em alguns casos, a coordenação pode contratar parceiros para realizar esse tipo de atendimento, o que aumenta a qualidade da prestação de serviço e a segurança do(a) seu(sua) filho(a).

Certifique-se da existência de ferramentas tecnológicas para a segurança e acompanhamento

Há alguns equipamentos básicos de segurança que devem ter na escola: alarmes e sensores tecnológicos. Os modelos devem considerar a quantidade total de estudantes, o local e os arredores de onde a instituição está instalada, permitindo que a coordenação se informe rapidamente sobre possíveis ações de criminosos.

Também é interessante que o colégio forneça um sistema de monitoramento e acompanhamento eletrônico. Esses equipamentos captam imagens das principais dependências do ambiente de ensino, como pátio, corredores, áreas esportivas, estacionamento, refeitórios, entre outros, possibilitando uma identificação mais ágil de situações emergenciais ou suspeitas.

Descubra se há preparação para riscos químicos e biológicos

Determinados ambientes da escola podem oferecer riscos, como é o caso dos laboratórios. Nesses locais, os alunos trabalham com substâncias químicas e biológicas, que podem provocar acidentes caso não sejam corretamente manipuladas e supervisionadas. Por isso, os familiares devem avaliar se o colégio conta com preparação adequada contra tais incidentes.

A instituição de ensino deve garantir uma boa sinalização nesses espaços, especialmente em laboratórios, para evitar que qualquer tipo de produto tóxico seja ingerido ou tocado acidentalmente. Também é essencial verificar se existe a presença de profissionais capacitados e atentos para orientar as atividades.

Participe frequentemente das reuniões

Sempre que possível, os pais devem participar das reuniões escolares para acompanhar de perto o processo de ensino dos filhos. Esse é um momento ideal também para apresentar sugestões de melhoria, o que permite criar um ambiente mais colaborativo e participativo.

É importante ter em mente que os alunos passarão grande parte do dia no colégio. Portanto, para além da qualidade da aprendizagem, a segurança é um item fundamental na hora de escolher onde os pequenos estudarão. Tanto o(a) estudante quanto os familiares devem se sentir confortáveis e protegidos.

Avalie se há uma equipe qualificada para lidar com riscos e acidentes

A escola deve contar com uma equipe qualificada de atendimento contra riscos e acidentes no ambiente educativo e promover treinamentos para que eles saibam como lidar com a prevenção e situações emergenciais da melhor forma. Os treinamentos podem ser conduzidos por diferentes profissionais externos, como enfermeiros, paramédicos e bombeiros.

Eles saberão prestar atendimento especializado para cada faixa etária, reduzindo significativamente as chances de acidentes graves. Isso deixará os pais muito mais tranquilos e com a certeza de que os responsáveis do colégio se preocupam com a integridade física dos estudantes.

Por fim, vale lembrar que todos os critérios mencionados neste artigo são essenciais para que haja segurança na escola. Sendo assim, os familiares não devem ter vergonha ou ficar apreensivos ao questionar tudo isso durante uma visita. Afinal, o mais importante é que eles possam deixar seus filhos e filhas em um lugar seguro.

O que achou deste conteúdo? Aproveite a visita e siga o Colégio Academia nas redes sociais: Facebook, Instagram, YouTube e Flickr.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.