Como escolher um transporte escolar em Juíz de Fora? Veja aqui!

O que considerar na hora de escolher o transporte escolar em Juiz de Fora?

Às vezes, são os próprios pais que realizam o transporte dos filhos até a escola, porém, não sendo possível, deve-se escolher uma van para isso. Mas como tomar essa decisão assegurando-se de que ela seja uma opção de confiança?

É pensando nesse importante tema que preparamos este artigo sobre transporte escolar em Juiz de Fora. Separe alguns minutinhos da sua rotina e continue acompanhando o texto para conferir dicas valiosas.

Procure referências de outros pais

Uma atitude simples e eficaz é a conversa com outros pais ou responsáveis. O advento da internet e das redes sociais facilitou bastante essa ação. Hoje, existem as páginas das instituições escolares nas redes sociais e até mesmo grupos, além de aplicativos de conversa, como o WhatsApp.

Assim, não será preciso, por exemplo, abordar alguém na rua ou na porta da escola para pedir indicações. De forma muito mais simples, poste uma pergunta em alguns desses grupos ou até mesmo na sua linha do tempo de alguma rede social.

Pessoas do seu convívio verão e, mesmo que elas não conheçam uma van que faça o transporte para a escola onde seu(sua) filho(a) estuda, poderão se lembrar de alguém que conheça. Até mesmo a instituição de ensino poderá ter indicações.

Conheça o motorista e o monitor

Após feita essa sondagem, é chegado um momento importante: o de conhecer as pessoas que estarão diariamente com seu(sua) filho(a) nos momentos de ir à escola e voltar dela.

Sendo assim, é preciso observar não somente a forma como a pessoa dirige, mas também o trato dela com as crianças e com os seus familiares. É preciso ter em mente que situações inesperadas podem acontecer durante o transporte, como a criança sentir algum mal-estar. É fundamental, portanto, contar com pessoas que estejam aptas a lidar da melhor maneira com a situação.

Embora a presença de um monitor não seja obrigatória pelo Código de Trânsito Brasileiro, alguns órgãos de trânsito especificam a necessidade desse profissional em casos nos quais os veículos tenham capacidade superior a 20 lugares.

Listamos abaixo algumas perguntas que podem ser feitas com base no comportamento do motorista e do monitor, e as respostas podem ser obtidas por meio da conversa com outras pessoas que já os conhecem e também da sua própria observação.

  • Os profissionais são pessoas cuidadosas em suas atitudes e palavras?
  • Eles se preocupam com a relação entre os alunos, evitando, por exemplo, que práticas que possam se configurar como bullying sejam feitas dentro da van?
  • Qual é o comportamento do motorista no trânsito? Ele pratica uma direção defensiva?
  • O monitor, caso exista, orienta os estudantes sobre itens de segurança no trânsito? Ele alerta, monitora e evita, por exemplo, que as crianças coloquem membros para fora da janela?

Veja a documentação do motorista e do veículo

Pode parecer algo constrangedor em um primeiro momento fazer tal pedido, mas não tenha vergonha, pois você tem razão em fazer isso. Um ponto positivo é que, de forma fácil, é possível acessar a lista de pessoas autorizadas a realizar transporte escolar em Juiz de Fora.

Isso já é um facilitador na hora de verificar a procedência do motorista e do veículo, afinal, se ele está naquela lista, é porque foi aprovado em uma série de procedimentos.

O motorista de transporte escolar deve ter acima de 21 anos e habilitação na categoria D. É indicado que ele apresente certificado de conclusão de curso em direção defensiva e carteira de transportador escolar. Não pode ter cometido nenhuma infração de tipo grave ou gravíssimo nos últimos 12 meses nem ser reincidente em infrações médias durante o mesmo período.

Observe itens de segurança

Essa é uma questão delicada e que merece atenção especial. Veja, a seguir, alguns pontos específicos com relação aos itens que você deve observar na van escolar:

  • cinto de segurança: é necessário que haja um cinto em bom estado para cada passageiro, que deve estar sentado e com o cinto afivelado durante todo o percurso;
  • condições gerais do veículo: verifique se os bancos, os pneus e a lataria da van apresentam bom estado de conservação. Observe também a limpeza do veículo. Ser desleixado com relação a esses elementos pode ser um indicativo de desatenção com relação a outros mais relevantes;
  • extintor de incêndio: o equipamento deve ter capacidade mínima de 4 kg, e sua localização deve ser a parte da frente do veículo, do lado do passageiro;
  • identificação: o nome “ESCOLAR” deve estar escrito em preto com uma faixa horizontal amarela embaixo do nome. A localização deve ser nas laterais e na traseira do veículo;
  • janelas: é recomendado que elas não abram mais do que 10 ou 20 cm, de modo que as crianças não consigam colocar a cabeça para fora;
  • inscrição: é preciso que as laterais do veículo apresentem — de forma fácil de ser visualizada — o número de inscrição emitido pela Prefeitura de Juiz de Fora;
  • luzes: devem existir lanternas de advertência localizadas nas partes superiores dianteira e traseira do veículo, em suas extremidades;
  • lotação: é necessário que exista informação clara no veículo sobre a capacidade de passageiros. Como dissemos, todos devem ir sentados e, no caso de crianças com menos de 7 anos, há exigência de assentos de segurança específicos;
  • placa: a cor vermelha indica que a placa está cadastrada no DETRAN para uso comercial;
  • seguro: o veículo deve ter seguro contra acidentes;
  • velocidade: são obrigatórios a existência e o uso do tacógrafo, aparelho destinado a monitorar a velocidade, a distância percorrida e o tempo de uso.

Consulte o site da Secretaria de Transporte e Trânsito da cidade

A Secretaria de Transporte e Trânsito (SETTRA) de Juiz de Fora informa, por meio da sua página no portal da Prefeitura, que os prestadores de serviço em transporte escolar em Juiz de Fora passam por inspeções semestrais feitas por essa mesma Secretaria.

A própria página da SETTRA apresenta, em uma lista completa contendo as instituições de ensino da cidade, os veículos licenciados e informações como Certificado de Inspeção Veicular (CIV), placa, permissionário (nome do responsável), contato e horário de atendimento da van, já que seu(sua) filho(a) pode estudar até mesmo em horários como o integral.

Mais especificamente, nesse espaço, o cidadão pode conferir os veículos vistoriados e aprovados pela SETTRA para realizar o transporte escolar.

Isso já facilitará bastante seus passos, tanto para verificar alguma indicação que recebeu de outra pessoa quanto em casos contrários, caso não tenha tido indicação de ninguém e não tenha ideia de por onde começar a procurar.

A atenção do motorista da van para todos esses itens demonstra uma preocupação em seguir a legislação e atitude focada na segurança e no bem-estar de quem está sendo transportado. Por isso, na hora de escolher transporte escolar em Juiz de Fora, fique atento a todos esses itens.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Como dissemos no início do texto, as redes sociais são uma ótima forma de se inteirar sobre assuntos relacionados à vida escolar de seu(sua) filho(a). Convidamos você a acessar nossas redes! Estamos no Facebook, Flickr e Instagram.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.